Provavelmente, muitos de vocês nunca colocaram as mãos em um disco de vinil. Boa parte deve ter nascido durante a época do MP3, outros, na época dos discmans. Então, para aos mais novos como é o processo de desenvolvimento de um disco de vinil, o pessoal do CNET foi atrás das imagens.

O disco de vinil nasceu na década de 40, voltado para a reprodução de músicas. Normalmente feito de PVC e na cor preta (existem variações), ele registra as informações de áudio em microssulcos, ou ranhuras, em forma espiralada. Então, por meio de um toca-discos, uma agulha corre da borda externa até o centro do disco para reproduzir os sons.

Tudo acontece por causa da vibração que as ranhuras causam na agulha. A vibração é transformada em sinal elétrico e, posteriormente, ele é amplificado e transformado em som.

Apesar do disco vinil ter nascido na década de 40 e ter morrido já década de 90, um movimento muito forte de consumidores está levantando a mídia. Voltou a ser "legal" e "divertido" ouvir músicas em toca-discos.

Então, se você sempre quis saber como eles são produzidos e gravados, basta rolar a galeria de imagens aqui embaixo.

Cupons de desconto TecMundo: