O iTunes é um programa robusto, carregado de recursos para aqueles que querem aproveitar as funções de multimídia, de loja virtual ou até mesmo de gerenciador de dispositivos Apple (tais como iPods, iPhones e outros Players de multimídia da empresa), que visa sempre oferecer o máximo aos seus usuários, centralizando tudo em uma única interface.

A qualidade de áudio e de reprodução de vídeos é alta, contando com recursos de ajustes de níveis, graves, agudos e equalização e até mesmo para a criação de listas de reprodução. Mesmo com todas estas coisas, muitos optam pelos seus concorrentes, tais como o Windows Media Player ou o WinAmp.

A razão? Uma só: a lentidão para tudo, desde a sua abertura até uma simples troca de guia de uso.

Com este artigo, você aprenderá alguns passos básicos para torná-lo um pouco mais dinâmico e para fazer com que ele se abra de modo mais rápido. Não prometemos milagres, mas com um tempo de utilização você certamente notará a diferença!

1ª Dica

Nunca desperdice seus recursos!

A menos que você vá realizar a sincronização de seus dispositivos portáteis (troca de músicas, aplicativos, vídeos e contatos), nunca os deixe ligados ao computador na hora de utilizar o iTunes.

Um player da Apple.

O motivo? O programa da Apple faz uma leitura completa de todas as portas do computador em busca de informações e, caso estas sejam localizadas, ele ainda irá carregar tudo dentro de sua interface, mudando inclusive a aba de navegação (e ficando ainda mais lento de um modo geral).

2ª Dica

Desligando o que não é utilizado.

Acompanhando o sucesso dos iPhones e inaugurando a nova versão do aplicativo, foi inserido o recurso conhecido como Genius. A função dele é avaliar as músicas e o conteúdo presente na sua biblioteca de arquivos para gerar novas listas de reprodução, dinâmicas, que podem te agradar. Imagine algo como um Last FM mais avançado, que trabalha apenas com a sua coletânea.

Se não o utiliza, deixe-o desativado!

O grande problema é que ele também consome uma boa fatia dos recursos disponíveis para o programa, além de não funcionar com todas as músicas. Se você já tiver suas listas de reprodução prontas e salvas, vá até a opção “Loja” e clique em “Desativar Genius”, confirmando o comando em seguida.

3ª Dica

Simplificando a visualização.

Tudo bem, nós entendemos que o método de visualização por capas (Coverflow Mode) é sensacional para os olhos, mas em termos de desempenho e de usabilidade ele não se sai tão bem quanto deveria. Computadores mais humildes sofrem com a troca de capas tridimensionais e são completamente incapazes de manterem uma taxa de quadros por segundo adequada (sem pequenas travas).

Torne a visualização mais leve.

Como o objetivo aqui é velocidade e funcionalidade, opte pelo modo de Lista para visualização e, se sentir realmente a necessidade, ative o modo grade para navegar vendo capas ou visualize-as na lateral, pressionando “Ctrl+G”. Para isso, clique em “Visualizar” e em seguida “Lista”. O atalho no teclado é Ctrl+Alt+3.

4ª Dica

O fim de uma busca incessante.

Você pode não perceber, mas o iTunes está trabalhando constantemente em plano de fundo em busca de novos dispositivos conectados por meio de redes sem fio (Wi-Fi), tanto para o compartilhamento de bibliotecas de multimídia quanto para a localização de novas Apple TVs (um equipamento que, quando conectado à sua televisão permite que você assista a vídeos em alta definição, curta suas músicas e faça muitas outras coisas na tela dela).

Tudo bem que a função é útil, principalmente quando existem notebooks ao alcance do seu computador e você deseja conferir as músicas de dele de outros pontos da casa, mas sempre que não for utilizá-la deixe-a desativada.

Para isso, navegue até a guia Editar e clique em preferências. Na janela que se abrirá, selecione a seção “Compartilhamento” e desmarque a caixa “Buscar por bibliotecas compartilhadas”. Depois disso, siga para “Apple TV” e desative “Procurar Apple TVs”.

Desativando o Apple TV.

Compartilhamento, ele pode desacelerar tudo

Ainda em preferências, desative mais duas opções da guia “Dispositivos”: Buscar alto-falantes remotos conectados ao AirTunes e Procurar Controles Remotos do iPhone e do iPod Touch. Se você seguiu os passos listados acima, agora é só clicar em “OK” e reiniciar o programa.

Apenas mais alguns passos!

A diferença não é notável nos primeiros segundos — haja vista que ainda há uma demora notável em sua inicialização — mas assim que a janela se abre você pode navegar com mais fluidez e de imediato, sem ter que aguardar o reconhecimento dos serviços adicionais. Se quiser conferir todos os passos listados acima, mas na forma de vídeo, clique abaixo para iniciar a reprodução:

Para economizar ainda mais recursos do seu PC enquanto estiver curtindo seu som predileto (já com as listas em posição), lembre-se de alterar para o “Minireprodutor”. Ele funciona como o modo de capa do Windows Media Player, exibindo apenas o que é necessário. O atalho no teclado é Ctrl+M.

Indo para a versão miniatura.

Gostou? Conhece outros meios de tornar o programa ainda mais veloz e eficiente? Então comente e deixe sua dica aí embaixo! Bom iTunes para você!

Minireprodutor em ação.

Cupons de desconto TecMundo: