A Fundação Mozilla decidiu nesta semana descontinuar a versão 64-bits do Mozilla Firefox para Windows. A informação foi confirmada por Benjamin Smedberg, gerente de engenharia da Mozilla. O maior problema, segundo ele, foram os constantes travamentos apresentados nos testes de desenvolvimento.

A falta de plug-ins para navegadores 64-bits foi outro dos problemas apontados. Com projetos mais prioritários na lista, como o Firefox OS e o navegador com interface Windows 8, a solução encontrada foi deixar de lado a versão 64-bits, que nunca chegou a ser lançada oficialmente para o sistema operacional da Microsoft.

Por padrão, o Windows possui um limite de 2 GB ou 4 GB para cada processo de 32-bits e, com o aumento da complexidade dos sites, cada vez o consumo de memória deverá ser maior. A saída para quem quer usar um navegador 64-bits no Windows, ao menos hoje, é uma só: o Internet Explorer.

Cupons de desconto TecMundo: