A Mozilla é uma das marcas mais queridas e conhecidas da web e sua popularidade vem não apenas de produtos, mas também do constante comprometimento da organização sem fins lucrativos em tornar a web um lugar melhor para todos. Intensificando ainda mais essa posição, a criadora do Firefox anunciou nesta semana um projeto que vai premiar projetos comprometidos com a descentralização da Web.

“A Mozilla acredita que a Internet é um recurso público global que deve ser aberto e acessível a todos”, declara a organização em comunicado em seu blog oficial. “No século 21, a ausência de acesso à Internet é mais do que um inconveniente, é um prejuízo assombroso. Sem acesso, indivíduos perdem grandes oportunidades econômicas e educacionais, serviços governamentais e a possibilidade de se comunicar com amigos e familiares.”

Para tentar driblar um panorama que atinge 34 milhões de pessoas nos Estados Unidos, 10% da população local, a Mozilla lançou o Wireless Innovation for a Networked Society (WINS) em parceria com a National Science Foundation. O prêmio vai distribuir US$ 2 milhões para “soluções wireless que deixem as pessoas online depois de desastres ou que conectem comunidades sem acesso de qualidade à internet.”

Ideias descentralizadoras

Para fomentar novas ideias, a Mozilla vai realizar dois desafios. O primeiro deles é o Off-the-Grid Internet Challenge, que vai premiar a melhor ideia para que as redes de comunicação e internet continuem operando mesmo em situações de calamidade, como terremotos, inundações ou furacões.

O segundo prêmio é o Smart Community Networks Challenge  e visa premiar sugestões para conectar grupos que ainda não estão integrados à Web. Como muitas vezes os provedores de internet comercial não oferecem a infraestrutura necessária para levar conexões de qualidade aos rincões dos Estados Unidos, a Mozilla quer driblar esse obstáculo para tornar a internet mais acessível para a maior quantidade possível de pessoas.

Cupons de desconto TecMundo: