A Motorola teve uma das manhãs mais promissoras de sua agenda de anúncios até aqui. Numa tacada só, a empresa norte-americana anunciou três aparelhos, conforme já publicado aqui no TecMundo: o novo Moto G, o Moto X Play e o Moto X Style, cada qual com diferentes configurações e preços que buscam estreitar a relação da marca com o consumidor perante a concorrência.

O TecMundo esteve presente no evento, sediado em São Paulo (em sincronia com o anúncio nos Estados Unidos) especialmente para a imprensa, e pôde botar as mãos nos três aparelhos. Filmamos tudo para mostrar a vocês em primeira mão. O conteúdo em vídeo está em produção e vai ao ar em breve.

Mas as novidades não devem parar por aí não. Estamos próximos ao mês de agosto, e há muito chão até o ano terminar. Parte da imprensa e dos consumidores se perguntam se o Moto X Style, o mais completo do portfólio introduzido nesta terça-feira, seria um eventual substituto do Moto Maxx. Será? É bem possível que de jeito nenhum, pois a Motorola “não fechou” sua agenda de anúncios de 2015.

Quem disse isso foi Steve Sinclair, vice-presidente de marketing de produtos da empresa, em roundtable do qual o TecMundo participou. Perguntado sobre uma eventual descontinuidade do Moto Maxx, em que a linha seria “absorvida” no Moto X Style por apresentar uma configuração de ponta e outras similaridades, o executivo foi enfático: “Não fechamos nossa agenda de anúncios de 2015”.

“Não terminamos este ano [de anunciar tudo]. Queremos oferecer ao consumidor diferentes oportunidades, opções que sejam acessíveis a todos. Acreditamos na tecnologia acessível. Trabalhamos duro cada ano para trazer aparelhos com preços dentro do mercado e recursos melhores. Este ano não foi diferente, mas ainda não acabamos, é tudo o que posso dizer”, explicou o vice-presidente.

Steve Sinclair, ao meio, sugere que a Motorola ainda guarda cartas na manga para 2015

Moto Maxx, o “monstrão da Motorola”

O Moto Maxx, lançado no final de 2014, foi considerado o “monstrão da Motorola” pelo TecMundo, frase utilizada inclusive em algumas campanhas publicitárias e institucionais da marca mediante nossa autorização, naturalmente. O smartphone foi um dos destaques da categoria high-end do ano passado, com uma configuração parruda e um preço competitivo perante a concorrência.

Portanto, é natural que o mercado tenha grandes expectativas com um eventual Moto Maxx 2, até porque os rivais estão com preços astronômicos - o Galaxy S6 e o iPhone 6 se encontram na faixa dos R$ 2.700 a R$ 4.500, dadas as devidas variações nos modelos e na configuração. Nesse cenário, um possível Moto Maxx 2 poderia contrastar com o LG G4, por exemplo, e chegar a um preço ainda menor do que todos esses concorrentes – mas isso é só uma estimativa de mercado, convém ressaltar.

A importância do “sentimento” do consumidor

Durante o evento, o discurso dos executivos da Motorola seguia a mesma linha de pensamento: o sentimento que os consumidores têm ao portarem um dispositivo lotado de recursos como um smartphone. É um contexto da tecnologia ao qual nem todos têm acesso, e isso deve ser permitido a todas as camadas de consumidores, na visão da companhia.

A empresa salientou que, na maioria dos casos, esse relacionamento é “unilateral”, mas nem sempre os smartphones retribuem à altura, pois podem abandonar o usuário por falta de bateria, interromper reuniões importantes e desviar nossa atenção enquanto dirigimos, entre outras situações.

Moto Maker: personalização ao gosto do consumidor

É com esse discurso que a empresa endossou a inauguração do Moto Maker, loja virtual da própria Motorola em que os consumidores podem “montar” seu smartphone e personalizá-lo completamente, podendo escolher capas, alterar a configuração, o armazenamento e até mesmo solicitar uma impressão a laser de 14 caracteres. Saiba como usar o site clicando aqui.

Uma saudação customizada também pode ser encomendada; tudo é confeccionado ao gosto do usuário e enviado num período de 8 a 10 dias, com frete grátis para sul e sudeste do Brasil.

O serviço existe desde 2013 nos EUA e chega ao Brasil como uma opção adicional – e muito bem-vinda – aos consumidores. A compra inteira é feita diretamente através da Motorola, sem nenhum canal intermediário, nem mesmo na entrega. A ideia é que o Moto Maker funcione com todos os futuros smartphones da companhia, começando pelo Moto G (Moto X Play e Moto X Style também já entrarão no novo sistema).

Lançamento em mais de 60 países

A própria Motorola descreve o lançamento do novo Moto G como “o maior de todos os tempos”, abrangendo mais de 60 países e disponível no varejo a partir desta terça-feira, 28, inclusive no Brasil. O Moto X Play estará disponível a partir de agosto por R$ 1.499, e o Moto X Style chega em setembro, com preço a ser anunciado em breve.

Vocês acham que um Moto Maxx 2 vem no final deste ano, mesmo com tantos aparelhos bacanas que a Motorola anunciou? Discuta no Fórum do TecMundo.

Cupons de desconto TecMundo: