A Motorola entrou com um processo contra a Microsoft na justiça alemã. O motivo alegado pela fabricante é uma série de patentes relacionadas a compressores de vídeo que teriam sido quebradas em produtos como o Xbox 360, Internet Explorer 9, Windows Media Player e Windows 7.

Caso a quebra de patentes seja reconhecida, a indenização pedida pela Motorola é de 2,25% de todos os produtos infratores vendidos pela Microsoft até hoje. Um total que, no mínimo, é milionário.

Cupons de desconto TecMundo: