A Lenovo confirmou hoje que realizou uma grande demissão que atingiu cerca de 2% de sua força de trabalho globalmente, sendo a grande maioria parte da sua divisão mobile, a “antiga Motorola”. Mais de 1 mil pessoas foram dispensadas nessa leva, seguindo duas outras, de 200 e 500 pessoas, nos últimos dois anos.

Segundo a empresa, essas demissões foram necessárias visando à eficiência do ponto de vista econômico e fizeram parte do processo de integração da Motorola no negócio de smartphones da Lenovo.

Rumores internos especulam sobre a possibilidade de a Lenovo eliminar em breve a sua sede em Chicago

Rumores internos especulam sobre a possibilidade de a Lenovo eliminar em breve a sua sede em Chicago, nos EUA, onde a Motorola nasceu, e mover parte dos funcionários para sua própria sede americana na Carolina do Norte e também para a China. Em um comunicado oficial, a Lenovo negou esse rumor.

“A Lenovo está absolutamente comprometida com Chicago e planejamos manter nossa sede da Motorola Mobility na cidade. Chicago tem uma merecida boa reputação por sua excelência técnica e por ser um hub global de pesquisa e desenvolvimento para nosso negócio de smartphones. Esperamos aproveitar o talento local para continuar criando produtos da marca Moto por lá”, disse a empresa em comunicado.

Outras áreas

A Lenovo também comentou que está fazendo ajustes em outras áreas, e não apenas na divisão mobile, o que seria parte de um esforço maior para manter a companhia financeiramente saudável.

Cupons de desconto TecMundo: