(Fonte da imagem: The Verge)

Com US$ 4.500, é possível comprar video games, jogos, joias de luxo e até um carrinho razoável lá nos EUA. Ou, quem sabe, uma scooter elétrica... Que sirva como acessório para o seu iPhone! Ou seria o inverso? Exatamente: um modelo de scooter da Terra Motors tem um slot que permite o encaixe de um iPhone e, assim, transforma o smartphone da Apple em um verdadeiro painel de informações.

O modelo exato da motoca é o A4000i, o qual já possui uma interface, digamos, bastante diversificada e cheia de botões. Adicionar uma touchscreen para “embolar” ainda mais esses comandos é exatamente uma das ideias da Terra Motors para sua imponente motocicleta.

Na parte central do painel, há um slot estrategicamente alocado para acomodar seu iPhone. Uma vez encaixado ali, conectado via Bluetooth e executando o aplicativo da Terra Motors, o smartphone vai mostrar dados como a duração da bateria e informações sobre a viagem. Embora não esteja pronto, há um software de navegação sendo desenvolvido pela própria Terra Motors para ser utilizado com a scooter. Os planos desse navegador incluem fazer upload de dados de GPS para a nuvem a fim de auxiliar o motorista em trânsitos de grandes metrópoles.

(Fonte da imagem: The Verge)

Shinpei Kato, diretor de desenvolvimento de negócios na montadora de veículos, disse que, apesar de o acessório ser “um dos mais caros” do iPhone, há um número crescente de pessoas em países asiáticos que estariam dispostas a comprar a scooter – “2 a 3%”, diz o executivo. Segundo Kato, a ideia é que um smartphone e uma scooter sejam símbolos de status; a combinação dos dois itens seria algo aceitável e “ao alcance do consumidor”.

O aplicativo para o iPhone ainda é limitado. O conteúdo é exibido em preto e branco e, sob a luz direta do sol, pode ser difícil enxergar o display. Por esse motivo, a Terra Motors incluiu um display em LCD monocromático para apresentar informações críticas como velocidade e quilometragem.

A integração do smartphone da Apple na verdade é um complemento da experiência de dirigir a scooter, não sendo uma ferramenta essencial. Futuramente, a Terra Motors pretende expandir a ideia a dispositivos Android também.