Muitas vezes os apaixonados por motos também são chamados de loucos, afinal de contas, pisar fundo em um carro já é uma tarefa insana, e só de se pensar em acelerar para valer em uma moto é que a gente vê que elas exigem muito mais coragem dos condutores na hora de buscar os recordes de velocidade.

Se o risco é maior, os apaixonados por motocicletas também não escondem de ninguém que elas são capazes de trazer uma injeção de adrenalina muito mais acentuada. Ou vai dizer que pisar fundo com um carro é a mesma coisa que montar numa poderosa máquina desse ranking?

Por isso, nada mais justo do que a gente reunir as motocicletas mais rápidas do mundo em uma listagem recheada de máquinas superpoderosas. São motos de marcas renomadas, experiências malucas e bólidos que trazem a tradição de algumas das maiores montadoras do mundo ao topo da lista.

É claro que, assim como em qualquer ranking, aqui você também pode acabar encontrando alguma controvérsia nos resultados, afinal de contas, há muita discussão sobre as alterações na versão original das máquinas, como a famosa retirada dos limitadores de velocidade, por exemplo. Dessa forma, caso você tenha percebido que alguma motocicleta está faltando nesse ranking ou que alguma acabou “furando a fila”, não deixe de comentar!

12. Ducati 1098s – 271 km/h

Poder sobre duas rodas (Fonte da imagem: Reprodução/MCS)

Apesar de estar bem longe da primeira colocação no ranking, a Ducati 1098s entra na lista por ter trazido algumas inovações quando foi introduzida ao mercado – além de representar uma marca extremamente tradicional quando o assunto é falar das motos superesportivas.

Com um motor de 1.000 cc, cilindro duplo e com quatro válvulas para cada um, ela representou uma grande revolução para a fabricante italiana. A inovação permite que a máquina vá de 0 a 100 km/h em cerca de três segundos. Atualmente, ela pode ser encontrada à venda por cerca de 50 mil reais (usada).

11. BMW K1200S – 278 km/h

BMW K1200S (Fonte da imagem: Wikimedia/Commons)

A primeira BMW da lista é a K1200S, máquina que marcou a chegada de uma revolucionária remodelagem na linha de motos esportivas da empresa. Com um motor de quatro cilindros, 1.200 cc e 165 cavalos de potência, ela é capaz de atingir impressionantes 10.250 rpm, chegando à marca dos 278 km/h.

A aceleração também é brutal: 0 a 100 km/h em 2,8 segundos. Atualmente, ela pode ser encontrada no mercado de motos usadas por cerca de 35 mil reais.

10. Aprilia RSV4 – 281 km/h

Aprilia RSV4 (Fonte da imagem: Reprodução/Asphalt and Drubber)

Assim como a poderosa máquina da Ducacci mostrada logo acima, a Aprilia RSV4 também representa toda a tradição da Itália no ramo das superesportivas. Para provar todo o poder dessa motocicleta, basta citar que o modelo é utilizado até mesmo no Superbike World Championship desde 2009.

O seu motor V4 de 999,6 cc conta com 177,55 cavalos e pode atingir até 12.500 rotações por minuto, fazendo-a bater a marca dos 281 km/h. Caso você queira comprar uma, ela pode ser encontrada por cerca de 85 mil reais.

9. Honda CBR 1000 RR Fireblade –  291 km/h

Honda vem com força (Fonte da imagem: Reprodução/Ralepi)

É aqui que o Japão começa a botar as mangas de fora. A Honda CBR 1000 RR Fireblade foi criada com base na moto campeã da temporada 2011 da MotoGP, ou seja, ela já vem para as ruas muito bem credenciada.

O motor de quatro cilindros e 999,8 cc faz com que a superesportiva passe das 12 mil rpm. Com 178 cavalos de potência, a moto faz de 0 a 100 km/h em cerca de 2,5 segundos e chega a atingir a marca dos 291 km/h. Pode ser encontrada por preços na faixa dos 57 mil reais.

8. Yamaha YZF-R1 – 297 km/h

Yamaha YZF-R1 (Fonte da imagem: Wikimedia/Commons)

A Yamaha YZF-R1 foi a primeira máquina a trazer o novo design do famoso motor Genesis, também desenvolvido pela Yamaha e que fez sucesso por vários anos antes da aparição de várias novas tecnologias.

Com 1.000 cc e 182 cavalos, o motor desenvolvido pela companhia faz essa superesportiva praticamente voar, batendo, assim, a marca dos 297 km/h. De quebra, outro grande destaque da motocicleta fica por conta do sistema de controle de tração de 7 níveis trazido diretamente da Motovelocidade, algo que deixa o controle do bólido bem mais fácil. Sai por R$ 58.900.

 

7. Kawasaki ZZR 1400 Ninja – 299 km/h

Kawasaki ZZR 1400 Ninja (Fonte da imagem: Reprodução/Kawasaki)

Vai dizer que, quando era criança, você nunca brincou de “ter” uma Kawasaki Ninja? Pois é, alguma dessas poderosas máquinas não poderia ficar de fora dessa lista. Também conhecida como ZX-14, a Kawasaki ZZR 1400 Ninja tem um motor de quatro cilindros, 16 válvulas, 1.352 cc e passa das 10 mil rpm.

Com todo esse poder, ela chega aos 299 km/h, apresentando também uma aceleração muito rápida: de 0 a 100 km/h em cerca de 2,5 segundos. Lá fora, o seu modelo mais básico pode ser encontrado por cerca de 43 mil reais (em conversão simples e sem impostos).

6. BMW S1000RR – 305 km/h

BMW S1000RR (Fonte da imagem: Reprodução/Wikipedia)

Assim como algumas máquinas já citadas no ranking, a BMW S1000RR é mais um modelo de moto superesportiva a frequentar, além das ruas das grandes cidades, as pistas do Campeonato Mundial de Motovelocidade.

Com um peso leve em comparação com o de outras máquinas (aproximadamente 200 quilos), ela ainda conta com um motor poderoso de 999 cc, 193 cavalos e capaz de chegar às 13 mil rpm. Com isso, ela é a primeira da lista a conseguir ultrapassar os 300 km/h, chegando à marca dos 305 km/h. A versão mais poderosa dela sai por aproximadamente 100 mil reais.

5. MV Agusta F4 Tamburini – 307 km/h

MV Agusta F4 Tamburini (Fonte da imagem: Reprodução/MotorsTown)

A MV Agusta F4 Tamburini foi lançada em 2005 e o seu nome homenageia Massimo Tamburini, o próprio designer da motocicleta. O fato de ela vir em um modelo comemorativo (só 300 foram produzidas), entretanto, também não significa que ela chegou ao mercado sem ser recheada com muita potência.

O seu motor de 998 cc e 174 cavalos pode levá-la à marca dos 307 km/h. De quebra, ele ainda conta com a tecnologia Torque Shift System (TSS), baseada no conceito da geometria variável, que ajuda na condução do bólido. Você pode adquirir uma pela bagatela de 110 mil reais.

4. Honda CBR 1100XX Super Blackbird – 310 km/h

Honda CBR 1100XX Super Blackbird (Fonte da imagem: Reprodução/EnCarsGlobe)

A Honda CBR 1100XX Super Blackbird traz um motor de 1.137 cc e 153 cavalos, capaz de atingir 10 mil rpm. Quando lançada, ela veio para roubar da Kawasaki ZX-11 o lugar de moto comercial mais rápida do mundo, conquistando, rapidamente, uma grande fatia do mercado.

De quebra, modelos usados da superesportiva podem ser encontrados por até 20 mil reais, o que a torna muito acessível se comparada aos outros bólidos da lista. Que tal pensar em vender esse seu PC gamer?

3. MV Agusta F4 R312 – 314 km/h

MV Agusta F4 R312 (Fonte da imagem: Reprodução/Wikimedia Commons)

A MV Agusta F4 R312 consegue trazer as poderosas máquinas italianas até a terceira posição do ranking. O motor de 183 cavalos e 998 cilindradas faz a motocicleta atingir as 12.400 rpm, resultando em uma velocidade de 314 km/h. Usada, ela pode ser encontrada por 50 mil reais no Brasil.

2. MTT Turbine Superbike – 365 km/h

MTT Turbine Superbike (Fonte da imagem: Reprodução/Motorcycle Posters)

A MTT Turbine Superbike, também conhecida por Y2K Turbine Superbike, é uma das primeiras motocicletas com motor de turbina a serem produzidas em série em todo o planeta. Ela é inclusive considerada pelo Guinness Records como a “mais poderosa motocicleta em produção”.

Isso se deve ao seu motor Rolls Royce Allison 250 de 320 cavalos, capaz de atingir inacreditáveis 52 mil rotações por minuto. Além da turbina, outro ponto que chama a atenção nessa máquina é o fato de que a sua caixa de transmissão conta com apenas duas marchas. Isso sem falar no barulho de um verdadeiro foguete que é produzido por essa supermoto.

Para comprar uma dessas, no entanto, você precisa botar a mão no bolso, pois um modelo não sai por menos de 150 mil dólares (cerca de 335 mil reais em conversão livre e sem impostos).

1. Suzuki Hayabusa – 397 km/h

Suzuki Hayabusa (Fonte da imagem: Reprodução/HDWallpapersInn)

Quem já entende de motos provavelmente chegou ao primeiro lugar do ranking pensando “eu já sabia”. Há tempos que o “Falcão Peregrino”, nome da superesportiva em japonês (e que faz referência ao rápido pássaro cujo nome é esse), ocupa lugar de destaque quando o assunto são as motos mais velozes do planeta.

O seu motor de 16 válvulas e 1.340 cilindradas conta com 197 cavalos de potência e utiliza o inovador sistema Suzuki Dual Throttle Valve (ou somente SDTV). O que ele faz, trocando em miúdos, é trazer mais um bico injetor em cada um dos quatro cilindros, o que aumenta – e muito – o aproveitamento do combustível injetado.

A Suzuki Hayabusa é capaz de chegar quase aos 400 km/h e pode ser encontrada no Brasil em modelos a partir dos R$ 56.000.

Bônus: motos preparadas para “voar”

Além das motocicletas “comerciais”, por que não abordarmos, também, os veículos criados somente para a quebra de recordes? Conceitos também podem entrar nessa lista, afinal de contas, algumas ideias de grandes fabricantes chegaram a sair do papel. Por isso, para não deixar ninguém de fora, escolhemos duas das alternativas mais conhecidas e populares de todo o planeta. Confira:

Dodge Tomahawk – entre 560 km/h e 675 km/h (estimado)

Dodge Tomahawk (Fonte da imagem: Reprodução/DeviantART)

A Tomahawk é uma moto de quatro rodas desenvolvida pela Dodge e que conta com nada menos do que o mesmo motor de 500 cavalos utilizado nos Dodge Viper em sua construção. Isso mesmo, a moto traz o mesmo motor utilizado em um carro superesportivo!

Isso significa que todo o poder do veículo, aliado ao peso infinitamente menor da moto, poderia fazer com que ele atingisse incríveis 675 quilômetros por hora, batendo os 100 km/h em cerca de 1,75 segundo. Falamos no “se” porque a máquina nunca chegou a ser testada em tais velocidades.

Na verdade, nenhuma Dodge Tomahawk passou alguma vez dos 170 km/h, pois, segundo os seus desenvolvedores, haveria o risco de uma explosão assim que altas velocidades fossem atingidas já durante a aceleração.

Dessa forma, as nove máquinas produzidas são utilizadas somente para exposições e nem sequer têm autorização para rodar nas ruas convencionais. O preço dessa peculiar “estátua móvel”? 555 mil dólares!

TOP 1 Ack Attack – Velocidade máxima: 634 km/h

TOP 1 Ack Attack: a "moto" mais rápida do mundo (Fonte da imagem: Reprodução/MotorcycleUSA)

Apesar de parecer mais um míssil do que qualquer outra coisa, a TOP 1 Ack Attack é uma moto construída unicamente para conseguir obter o recorde de motocicleta mais rápida do mundo.

Com três quebras de recorde em seu currículo, a máquina conseguiu atingir a incrível marca de 634 km/h, garantindo, assim, a sua presença no Guinness World Records.