A Motorola organizou uma maratona para hackers com o objetivo de promover um dos grandes atrativos da linha Moto Z de smartphones — os acessórios modulares Moto Mods.

Em um evento na Índia, a companhia reuniu mais de 100 desenvolvedores de diferentes nacionalidades, idades e competências para criar módulos que usam a tecnologia de conexão do smartphone para transformá-lo em um objeto completamente diferente. É claro que as ideias são mais testes técnicos para testar a capacidade do dispositivo de aceitar novos acessórios, mas vai que a Motorola/Lenovo aproveita alguma das ideias e transforma em um produto comercial?

A grande vencedora do evento foi uma bateria que é carregada com energia solar. O visual é bastante rústico (e decorá-lo nem era o objetivo), mas com poucas células solares foi possível criar um dispositivo original e útil. Sem precisar de cabos, ele chega a 100% da carga em até 10 horas. O criador é Ivan Milutimovac, um programador de São Francisco.

Mais destaques

A própria Motorola destacou mais alguns inventos, e alguns deles aparecem no vídeo acima. Entre as melhores ideias, estão um monitor para bebês que usa indicadores como temperatura, um medidor do nível de açúcar no sangue e uma espécie de tradutor que ajuda deficientes visuais a terem noção de cores ao seu redor. Até mesmo um robô que usa a tela do Moto Z como "rosto" foi desenvolvido.

Os jovens estudantes que apresentaram um bafômetro como Moto Mod

O vencedor do prêmio de Menção Honrosa foi um bafômetro que já faz comandos automáticos para chamar um táxi caso você esteja acima do limite de álcool permitido. Os criadores são quatro estudantes que ainda estão no Ensino Médio.

Cupons de desconto TecMundo: