Lisboa vai ganhar frota de balsas elétricas no transporte público

1 min de leitura
Imagem de: Lisboa vai ganhar frota de balsas elétricas no transporte público
Avatar do autor

A capital portuguesa Lisboa vai ganhar uma nova opção de transporte público em breve. Será um conjunto de balsas que operam totalmente a partir de energia elétrica, recentemente aprovadas a partir da assinatura de um contrato com a fabricante de soluções elétricas ABB e a montadora de veículos marítimos Astilleros Gondán.

Ao todo, a frota será composta por dez embarcações de 40 metros de comprimento com capacidade de levar até 540 passageiros. Elas viajarão a uma velocidade máxima de 17 nós — o equivalente a 31,4 km/h. Elas farão uma rota de navegação no rio Tejo, ligando a capital a outros três lugares considerados "chave" para a rota: Cacilhas, Seixal e Montijo, todas ao sul do rio.

O objetivo do governo é substituir as atuais balsas da empresa de transporte público da região, a Transtejo, com previsão de iniciar as operações das embarcações no máximo até 2023. A capital tem o objetivo de atingir a neutralidade em emissões de carbono até 2050, sendo que a eliminação do uso de combustíveis fósseis no setor de transportes é um dos mais importantes do plano.