No Piauí, maior usina solar da América do Sul cresce ainda mais

1 min de leitura
Imagem de: No Piauí, maior usina solar da América do Sul cresce ainda mais
Imagem: Governo do Piauí/Reprodução
Avatar do autor

A Enel Green Power, subsidiária de energia renovável da Enel, começou as operações comerciais da nova seção da usina solar de São Gonçalo do Gurguéia, no Piauí. A usina é a primeira da Enel no Brasil a usar módulos solares bifaciais, que captam energia de ambos os lados dos painéis. A expectativa é que a geração de energia aumente em até 18%.

A expansão, que começou a ser construída em 2019, teve um investimento de R$ 422 milhões. O valor total de todas as ampliações feitas foi de R$ 1,4 bilhão. Atualmente, o parque de São Gonçalo é composto por 2,2 milhões de painéis solares e é o maior campo de energia solar de toda a América do Sul.

“Apesar dos desafios impostos pelo cenário atual, iniciamos recentemente a construção de 1,3 GW de capacidade renovável no Brasil, incluindo uma nova seção de 256 MW do parque solar São Gonçalo”, afirmou Salvatore Bernabei, CEO da Enel Green Power.

piauiA expansão, que começou a ser construída em 2019, teve um investimento de R$ 422 milhões (Fonte: Ministério de Minas e Energia/Divulgação)Fonte: Ministério de Minas e Energia/Divulgação

Segundo comunicado da empresa, a inauguração da usina foi adiantada para um ano antes do estabelecido pela licitação vencida pela Enel em 2017. Com mais essa operação, a Enel tem uma capacidade instalada no Brasil de 2,9 GW em energias renováveis, sendo 1.269 MW em usinas hidrelétricas, 845 MW em campos fotovoltaicos e 782 MW em fonte eólica.

Futuro

A Enel também tem planos de criar uma rede de carregamento de carros elétricos no Brasil. A companhia italiana de energia vai criar uma rede própria de carregamento nos centros urbanos, com 250 pontos de recarga em 10 estados e 23 cidades do país. A iniciativa é uma parceria com a rede de estacionamento Estapar.

Fontes