Nova Zelândia declara 'estado de emergência climática'

1 min de leitura
Imagem de: Nova Zelândia declara 'estado de emergência climática'
Imagem: Marty Melville/AFP
Avatar do autor

A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, proclamou nesta quarta-feira (2) um “estado de emergência climática” no país, após aprovação de uma moção apresentada por ela ao Parlamento local. Em pronunciamento emocionado, a líder de centro-esquerda ressaltou “o impacto devastador que o clima volátil e extremo terá na Nova Zelândia e no bem-estar dos neozelandeses”.

Pontuando que trinta e duas outras nações já reconheceram formalmente a crise global ao declarar uma emergência climática, Ardern falou sobre os reflexos negativos da deterioração do clima nas indústrias primárias, na disponibilidade de água e saúde pública, materializada em enchentes, aumento do nível do mar e incêndios florestais.

Reconhecendo uma tendência alarmante do declínio das espécies e da biodiversidade global, inclusive da biodiversidade indígena do país, a primeira-ministra fez uma convocação: "Vote a favor desta declaração, e vamos pelo lado bom da história, vamos fazer parte da solução que temos que trazer para a próxima geração".

Zero carbono até 2050

A Nova Zelândia aprovou a Lei de Carbono Zero em 2019 (Fonte: India Times/Reprodução)A Nova Zelândia aprovou a Lei de Carbono Zero em 2019 (Fonte: India Times/Reprodução)Fonte:  India Times 

A Nova Zelândia está entre os países que assumiram o compromisso de atingir a neutralidade de carbono até 2050. Nesse sentido, o país de cinco milhões de habitantes investe na produção de energias renováveis, cuja meta de 100% promete atingir até 2035.

Apoiada pelo Partido Verde e pelo Partido Maori, a moção foi aprovada por 76 votos a favor, e 43, contra.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.

Fontes

Nova Zelândia declara 'estado de emergência climática'