Carro supereficiente daria volta ao mundo com 2L de gasolina

1 min de leitura
Imagem de: Carro supereficiente daria volta ao mundo com 2L de gasolina
Imagem: Delsbo Electric/Divulgação
Avatar do autor

Dar a volta ao mundo com dois litros de gasolina seria considerado um recorde – que acaba de ser quebrado por uma equipe de alunos da sueca Universidade de Dalarna na Delsbo Electric, competição anual para projetos em eficiência energética.

As equipes projetam e conduzem veículos elétricos com até seis passageiros. Este ano, o Eximus IV levou o prêmio, com um gasto de 0,517 Wh/pessoa-km (o valor alcançado em 2019 foi de 0,603 Wh/pessoa-km). Se um carro a combustão conseguisse uma eficiência como essa, seria possível dar uma volta inteira ao mundo consumindo energia gerada por apenas 2 litros de gasolina comum.

O cerne da competição é apresentar veículos revolucionários, que usem o mínimo de energia (todos os carros inscritos gastam menos energia que o farol de um carro comum). A equipe da Dalarna levou o prêmio ao conseguir reduzir ainda mais o gasto de energia ao analisar os trilhos por onde correm os veículos, descobrindo que a diferença de oito centímetros entre os vergalhões no trecho inicial do percurso aumentava o consumo de eletricidade.

Fácil participar, difícil vencer

Ajustar os eixos do veículo para aquele pedaço particular do caminho bastou para dar a eles o bicampeonato e a quebra do recorde. “É fácil participar da Delsbo Electric; difícil é vencer e, mais ainda, bater o recorde mundial. No entanto, um novo recorde foi estabelecido a cada ano nos últimos seis anos”, diz um dos organizadores da competição, Lars Gustavsson.

O ajuste nos eixos do veículo deu o bicampeonato à Dalarna.O ajuste nos eixos do veículo deu o bicampeonato à Dalarna.Fonte:  Delsbo Electric/Divulgação 

A universidade não ficou apenas com esse prêmio: o Eximus V usou, pela primeira vez na competição, direção automatizada e, por isso, levou o Prêmio HHK de Inovação. “A competição entre homem e máquina será próximo desafio”, disse o presidente do júri, Paul Bogatir.

O Delsbo Electric acontece em um trecho ferroviário de 3,36 km, coberto por uma rede que envia online vídeos e um fluxo constante de dados dos veículos duas mil vezes por segundo. Os veículos não precisam ser velozes, mas sim, econômicos; sua performance é avaliada dividindo-se a energia consumida pelo número de passageiros transportados.

Carro supereficiente daria volta ao mundo com 2L de gasolina