Pedego lança bike elétrica 'barata' para aumentar concorrência

1 min de leitura
Imagem de: Pedego lança bike elétrica 'barata' para aumentar concorrência
Imagem: Pedego
Avatar do autor

A Pedego lançou sua primeira bicicleta elétrica custando US$ 1.495, cerca de metade do valor praticado em outros modelos similares no mercado internacional. A Element é uma e-bike de classe 2 e poderá brigar de igual para igual com a concorrência da Rad Power Bike.

"O objetivo da Element é entregar a qualidade premium e o serviço local que a Pedego apresenta, por um preço que mais pessoas possam pagar", disse Don DiCostanzo, CEO da Pedego.

A Element possui algumas novidades, como uma bateria de 48 Volts moderna. O sistema utiliza as mesmas células de íon de lítio de um carro elétrico. Os pneus chegam a 4 polegadas de largura em aro 20, o que pode ajudar na mobilidade em terrenos como areia e neve. Outro destaque da e-bike é que ela pesa "menos do que um gato" e pode percorrer a 65 km por cerca de 10 centavos de dólar em eletricidade. A nova e-bike é de classe 2. Para se ter uma ideia, esses modelos possuem assistências na aceleração e pedais, e seus motores podem impulsionar até 32 km/h.

Concorrência

A Element chega para bater de frente com a Rad Power Bike, que possui as bicicletas elétricas mais baratas do mercado. A principal concorrente ainda tem preços mais atrativos, como o modelo RadMission, que chega a custar US$ 999. A mais cara, chamada RadWagon, custa US$ 1.599.

O grande trunfo da Pedego para dominar o mercado é a sua rede de lojas espalhadas pelos Estados Unidos. A empresa conta com 120 locais para venda e aluguel de bicicletas elétricas.

Bicicleta elética Element, da PedegoBicicleta elétrica Element, da PedegoFonte:  Pedego 

O segmento de e-bikes segue crescendo em todo o mundo, mesmo com a pandemia de covid-19. A Rad Power Bikes informou que sua receita para 2020 pode chegar a US$ 250 milhões, praticamente o triplo da obtida no ano passado.

Pedego lança bike elétrica 'barata' para aumentar concorrência