Caminhões elétricos: fundador deixa Nikola após acusação de fraude

1 min de leitura
Imagem de: Caminhões elétricos: fundador deixa Nikola após acusação de fraude
Avatar do autor

Trevor Milton, fundador e chairman da empresa de caminhões autônomos ,Nikola  deixou seu cargo recentemente. O executivo resolveu abandonar a companhia após uma série de acusações de fraude envolvendo o nome da startup.

Na semana passada, a empresa Hindenburg Research acusou a Nikola de mentir para investidores sobre o sucesso de seus produtos e também em acordos feitos com outras companhias. O principal foco das acusações foi Milton, que teria mentido durante o contato com investidores.

A Nikola está sendo investigada por autoridades dos Estados UnidosA Nikola está sendo investigada por autoridades dos Estados UnidosFonte:  Nikola 

Segundo as acusações, o chairman teria enviado um e-mail para investidores anunciando um contrato de US$ 250 milhões com a firma de transportes Swift. O suposto acordo, na verdade, teria sido fechado por US$ 16 milhões.

A Nikola negou as acusações de fraude e, segundo o Business Insider, as informações estão sendo investigadas por autoridades dos Estados Unidos.

Mudança de foco

Em uma nota publicada no site da Nikola, Trevor Milton basicamente assume a responsabilidade do ocorrido e diz que seu afastamento da empresa serve para mudar o foco da conversa sobre a companhia. "A Nikola está realmente em meu sangue e sempre estará, e o foco deve ser na empresa e sua missão de mudar o mundo, não em mim."

O cargo de chairman deixado por Milton será ocupado por Stephen Girsky, executivo que já atuou na General Motors e faz parte do conselho da Nikola. A GM é uma das principais parceiras da startup e a mudança do pode auxiliar em negociações entre as companhias.

Ainda assim, a saída do fundador da companhia teve impacto negativo na imagem da Nikola no mercado. As ações da companhia abriram com queda de 22% nesta segunda-feira (21) e também caíram 10% no dia em que as acusações de fraude foram publicadas.

Caminhões elétricos: fundador deixa Nikola após acusação de fraude