Elon Musk oferece tecnologia da Tesla aos concorrentes alemães

1 min de leitura
Imagem de: Elon Musk oferece tecnologia da Tesla aos concorrentes alemães
Imagem: Tesla/Divulgação
Avatar do autor

Em meados de setembro de 2019, o CEO da Audi, Markus Duesmann, soube que Elon Musk estava abrindo uma fábrica nos erradores de Berlim. O executivo gargalhou, impressionado com a audácia do americano: “No início, ficamos chocados com o que eles eram capazes, mas nenhum de nós levou a Tesla a sério." Agora, com as montadoras alemãs lutando para alcançá-lo, é a vez de Musk rir por último.

Na Europa, o único veículo elétrico que permanece à frente do americano é o Zoe, a baratinha da francesa Renault. O restante das montadoras ainda está lutando para alcançar a Tesla.

Na década passada, Daimler e Toyota aceitaram a oferta de Musk, usando baterias Tesla em seus carros. Nos dois casos, as linhas foram descontinuadas. “Os programas que fizemos com a Toyota e com a Daimler eram muito modestos. Eles basicamente calcularam a quantia necessária para manter os reguladores felizes. Não queremos fazer programas como esse e sim, aqueles que vão mudar o mundo”, declarou à época o fundador da Tesla.

Investimento alto no lixo

Somente o grupo Volkswagen gastou € 1,2 bilhão na reformulação da fábrica na cidade alemã de Zwickau para a fabricação dos carros elétricos – os planos eram para, até 2021, produzir 330 mil veículos por ano. Além disso, investiu € 900 milhões na construção de uma fábrica de baterias, em uma parceria com a empresa suíça Northvolt.

Migrar para o ambiente Tesla é jogar fora, juntamente com todo o investimento feito principalmente no desenvolvimento de tecnologia própria e adaptação de instalações, o orgulho alemão e a sua reputação de inovadores. A solução pode estar no meio do caminho: um dos problemas enfrentados pelas montadoras é como recarregar os carros.

.  Der Spiegel/Reprodução 

Segundo a revista alemã Der Spiegel, o aumento na demanda por carros elétricos na Europa expôs a precariedade da infraestrutura de carregamento dos veículos. Compartilhar a rede Supercharger da Tesla preservaria o orgulho das montadoras e massagearia o de Elon Musk.

Elon Musk oferece tecnologia da Tesla aos concorrentes alemães