Donos de carros elétricos temem falta de carregadores no futuro

1 min de leitura
Imagem de: Donos de carros elétricos temem falta de carregadores no futuro
Avatar do autor

Quase metade dos motoristas de carros elétricos (45%) se preocupa com a possibilidade de uma futura escassez de pontos de carregamento. É o que demonstra o NewMotion EV Drivers Survey 2020, a maior pesquisa anual voltada para esse tipo de veículo na Europa. Os dados foram apresentados nesta terça-feira (18) durante o evento de 10 anos do NewMotion em Amsterdã.

Devido falta de estações de recarga nas cidades, 77% dos motoristas europeus afirmaram ter um ponto de carregamento em casa, enquanto 55% possuem essa opção em seus trabalhos. Entre aqueles que não se encaixam no primeiro cenário, 61% têm um carregador simples — que pode gerar riscos de segurança em relação à capacidade dos cabos e do próprio carregador dependendo da fiação doméstica.

A pesquisa ainda demonstrou que a transparência das estações de carregamento em relação ao preço tem sido uma questão para os motoristas. Enquanto 43% dos entrevistados afirmaram que sabem exatamente quanto vão pagar, dois em cada cinco motoristas já se depararem com um preço final diferente daquele divulgado pela estação.

Carros elétricos e economia de dinheiro

Resultado de imagem para carro elétrico carregando
(Fonte: Pplware/Reprodução)

Na Europa, onde esse veículos estão mais popularizados, 61% dos motoristas compraram um carro elétrico para economizarem dinheiro, visto que o abastecimento comum sai consideravelmente mais caro do que uma recarga elétrica.

Embora a grande maioria (81%) dos entrevistados tenham afirmado que se consideram “ecologicamente conscientes”, a contribuição para o meio ambiente foi um motivo pouco mencionado (10%) durante a pesquisa.

Apesar da insuficiência de estações de carregamento nas cidades europeias, a aderência a esse tipo de direção tem sido muito alta. Para se ter uma ideia, apenas 2% dos entrevistados voltariam a dirigir carros à gasolina e mais da metade (60%) espera que até 2030, a direção elétrica seja dominante.

De acordo com o CEO da NewMotion, Sytse Zuidema, a Europa atualmente vive uma fase de transição e, em breve chegará ao status de “adoção em massa” de carros elétricos.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Donos de carros elétricos temem falta de carregadores no futuro