Polestar revela detalhes de novos carros elétricos com Android

2 min de leitura
Imagem de: Polestar revela detalhes de novos carros elétricos com Android
Avatar do autor

Startup de veículos elétricos, a Polestar revelou detalhes da próxima geração de carros com a plataforma automotiva Android Automotive. Completamente personalizável para cada motorista, o novo conceito vai muito além do que é esperado no Polestar 2, que deverá ser o primeiro veículo com o sistema para veículos da Google.

Com apoio da Volvo e da Geely, conglomerado chinês que hoje é acionista majoritário da Mercedes, proprietário da própria Volvo e de outras marcas, como a Lotus, a Polestar está focada no desenvolvimento de veículos elétricos da mesma forma que a Tesla. Enquanto o seu primeiro modelo, o Polestar 1, é um cupê esportivo híbrido de luxo que será produzido em pequena escala, o Polestar 2 é um fastback totalmente elétrico para concorrer diretamente com o Tesla Model 3.

Uma das características mais marcantes é o painel com Android Automotive. Desenhado de acordo com o padrão de design da Polestar, a arquitetura por baixo do sistema é Android, com Google MapsGoogle Assistente para controle de voz no idioma nativo do motorista e Google Play para baixar aplicativos de terceiros. Agora, a Polestar está abrindo um pouco a cortina sobre o que poderá apresentar além disso.

Painel com Android personalizado

"A Polestar continuará usando o Android como plataforma para criar experiências verdadeiramente personalizadas e contextualizadas", disse a montadora. "Essa integração abrirá novas possibilidades no carro, além do ajuste já existentes nos espelhos, assentos, configurações de clima e entretenimento às preferências pessoais do motorista".

Painel personalizado no Polestar
Fonte: Slash Gear / Reprodução

A nova Interface Humano-Máquina (do inglês Human Machine Interface — HMI) da Polestar dará a partida por biometria, em um sistema proprietário de reconhecimento de impressões digitais, o Polestar Digital Key, que funcionará efetivamente como uma chave virtual no smartphone do motorista. Isso dará a possibilidade de criar perfis pré-programados logo ao assumir o volante, como controle de temperatura ambiente, estilos musicais no rádio e muito mais.

Há, também, uma promessa de integração mais profunda entre o Google Maps e o Sistema Avançado de Assistência ao Motorista (do inglês Advanced Driver Assistance System — Adas). Um dos exemplos de aplicação do sistema seria levar em consideração a topografia da estrada para fazer sugestões de rotas e manobras mais seguras.

Sensores de atenção para notar cansaço no motorista

No entanto, foram os sensores de atenção que se destacaram no anúncio. Recentemente, a Cadillac incluiu rastreamento ocular em alguns veículos, como o Super Cruise, para monitorar se o motorista está apresentando sinais de cansaço, mas a Polestar prevê usar essa tecnologia para gerenciar o conteúdo exibido nas telas do veículo.

Sensor de proximidade no Polestar
(Fonte: Slash Gear/Reprodução)

A combinação do rastreamento ocular com o sensor de proximidade será usada para ajustar o conteúdo e o brilho das telas. Se o motorista desviar o olhar da estrada ou do painel, por exemplo, o sistema poderá escurecer o brilho do display para não forçar a vista dele. "As informações escurecidas no painel aumentarão o brilho quando os usuários olharem em sua direção, e a aproximação da mão adaptará a luminosidade dos controles. O sistema também avisará ao motorista se ele estiver olhando a tela por muito tempo ao invés de olhar para a estrada".

Embora algumas montadoras usem sensores de proximidade para controlar o que o display de entretenimento exibirá com base na ociosidade ou no uso ativo, essa seria a primeira vez que o painel usaria esse mesmo tipo de sistema. Se funcionará bem, apenas o tempo dirá. A Polestar anunciou que o próximo conceito de IHM da nova geração será lançado em 25 de fevereiro.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Polestar revela detalhes de novos carros elétricos com Android