Tesla mostra detalhes de seu novo chip dedicado para veículos autônomos

1 min de leitura
Imagem de: Tesla mostra detalhes de seu novo chip dedicado para veículos autônomos
Avatar do autor

Tesla vinha usando a tecnologia das placas gráficas da NVIDIA e componentes da Intel para montar seus veículos e o sistema de inteligência artificial (IA) e desde 2017 vem trabalhando em uma solução própria. Em outubro do ano passado, Elon Musk chegou a dizer que estávamos a seis meses da apresentação oficial de um computador dedicado para isso e eis que o executivo acertou na previsão: a companhia mostrou hoje (23) detalhes de seu novo chip dedicada para os veículos autônomos.

A probabilidade deste computador falhar é menor do que alguém perder a consciência, diz Musk

O anúncio foi feito durante o Autonomy Investor Day, em Palo Alto, na Califórnia, onde Musk disse estar exibindo o “melhor chip do mundo”. A peça tem 260 mm quadrados de silício e possui 6 bilhões de transistores. Sua performance, segundo a Tesla, é 21 vezes superior os chipsets da NVIDIA. Ele foi concebido com arquitetura de 14 nm e o processador central roda a 2.2 GHz.

Embora as configurações estejam longe do hardware das máquinas mais poderosas mundo afora, a mensagem aqui é que tudo foi criado especificamente para lidar com os dados captados pelos sensores dos carros. Ou seja, o Full Self Driving Computer, como é chamado, atua de maneira muito mais rápida e eficiente do que os produtos atualmente disponíveis em qualquer prateleira.

O sistema conta com chips de redundância para cada placa, justamente para que haja uma revisão constante de cálculos — afinal, estamos falando de vidas sob a responsabilidade de IA. A Tesla garante que seus conjuntos de redes neurais podem trabalhar com 36 trilhões de operações por segundo (cada) e custará à empresa apenas 80% do que vinha sendo gasto com outras soluções.

Os Model S e Model X já vêm sendo fabricados com o Full Self Driving e o Model 3 começou a integrá-lo há dez dias. "Qualquer parte disso pode falhar e o carro continuará dirigindo. A probabilidade deste computador falhar é substancialmente menor do que alguém perder a consciência — pelo menos uma ordem de grandeza. Tudo que precisamos fazer agora é melhorar o software", afirmou Elon Musk.

Cupons de desconto TecMundo:

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Tesla mostra detalhes de seu novo chip dedicado para veículos autônomos