A modernidade é tanta que muitas empresas têm investido em scooters e bicicletas compartilhadas. Recentemente, a Lime, companhia que disponibiliza patinetes elétricos para os usuários terem mais comodidade ao não enfrentar trânsito e gastar bem menos do que com um automóvel, deparou-se com um bug de firmware que causou acidentes.

Alguns clientes alegam que experimentaram frenagem excessiva e foram ao chão; testes revelaram que o problema aconteceu principalmente quando o patinete atingia velocidade máxima ou encontrava um obstáculo, como um buraco. Além disso, em situações raras, as scooters elétricas frearam automaticamente de maneira repentina, o que é ainda mais preocupante, já que foge do controle do piloto. Há relatos de usuários que tiveram ferimentos graves.

Em uma cidade da Nova Zelândia, local onde muitas quedas foram relatadas, a empresa decidiu suspender a circulação até que o bug seja corrigido. Uma atualização preliminar foi lançada e reduziu os problemas, mas a correção final do patch de firmware ainda não foi concluída. Recentemente, números divulgados pela Lime apontaram que menos de 0,0045% dos usuários sofreram quedas ao frear os patinetes.

Por motivos de segurança, uma dica que a companhia vem dando para a maioria dos pilotos é que eles testem os freios antes de começar a utilizar os veículos, lembrando que não se deve descer ruas íngremes em alta velocidade utilizando frenagem além das recomendações dadas pela empresa.

Infelizmente, esse não foi o primeiro bug detectado; recentemente, a scooter elétrica Xiaomi M365 encarou uma vulnerabilidade de firmware que pode permitir que um hacker acione remotamente os freios.

Cupons de desconto TecMundo: