O sonho dos carros voadores é algo que roda a mente da humanidade desde o surgimento dos veículos, mas complicações reais faziam parece que ele nunca se tornaria realidade. Agora, um dos chefes da área de drones da Intel comentou que acredita que a tecnologia está avançando o suficiente para que em cinco anos, possamos ver os primeiros carros voadores circulando por aí.

Imagem: Divulgação/Aeromobil

Falando sobre os avanços na tecnologia da Intel, o gerente geral de drones da empresa, Anil Nanduri, comentou que a necessidade de alternativas para locomoção levará todos a começarem a usar taxi aéreo automatizado. Algumas empresas, como Ehang e Uber já estudam o lançamento de taxi aéreo até 2023, e Nanduri acredita que esse deve ser o caminho seguido no futuro.

Em uma entrevista ao site CNET, Nanduri falou que acredita que, em até cinco anos, veremos carros voadores, mas não em grande escala. Ele comenta que o uso desses veículos resolve o problema de engarrafamentos aproveitando o espaço tridimensional.

Nanduri já acha que, em dez anos, a chance de vermos ainda mais carros voadores é maior, até porque os riscos de segurança e logística deverão ser minimizados com o tempo. Quando questionado sobre a ideia de Elon Musk, de construir túneis entre cidades como Las Vegas e Los Angeles, para melhorar o transporte, Nanduri compara a ideia à tecnologia 5G e de fibra óptica.

Enquanto a conexão 5G é interessante e pode atender a um número maior de pessoas pela sua propagação por ondas, fibra óptica ainda necessita da intervenção física, com altos custos, para funcionar. O mesmo vale para os túneis e os carros voadores, que podem simplesmente aproveitar o espaço já existente para operar.

Obviamente, a ideia ainda é exatamente isso, apenas um esperança do que pode vir a acontecer, baseado na vontade de uma boa parcela da humanidade, a necessidade por alternativas de locomoção e os avanços tecnológicos. Talvez o sonho de sair voando por aí tal qual os Jetsons esteja mais próximo do que poderíamos imaginar.