A Yellow, empresa que oferece bicicletas e patinetes compartilhadas, anunciou hoje (11) a chegada de bicicletas elétricas à cidade de São Paulo. Elas estão disponíveis nas mesmas regiões em que atualmente é possível utilizar as patinetes movidas à eletricidade, um total de 21 km² que cobre locais como a Avenida Paulista e os bairros Itaim Bibi, Vila Olímpia e Jardins.

Para usar uma magrela elétrica, os usuários pagam R$ 5 pela ativação do veículo e R$ 0,40 por minuto utilizado. Os valores são bem diferentes daqueles praticados para a locação de bicicletas tradicionais, que custam apenas R$ 1 para cada 15 minutos de uso na capital paulista.

A bicicleta elétrica oferecida pela Yellow conta com um motor acoplado que auxilia o usuário na pedalada, ou seja, não há um acelerador como em uma moto — isso facilita o deslocamento e permite se movimentar a uma velocidade de até 25 km/h. O veículo conta com espelhos retrovisores, sinalização noturna e buzina e para usá-lo é necessário estar equipado com um capacete.

As novas bicicletas movidas à eletricidade da Yellow ficarão à disposição dos usuários entre às 8h e às 21h, sendo recolhidas ao final do dia para uma recarga na bateria — procedimento exatamente igual já ocorre com as patinetes. Quem devolve uma bicicleta fora da área coberta pelo serviço paga uma taxa de retorno R$ 30.

Mais opções

A Yellow se antecipou ao passar a oferecer o serviço de bicicleta elétrica compartilhada, setor que em breve ganhará a concorrência da Uber. A empresa de compartilhamento de caronas anunciou no ano passado que oferecerá as bikes elétricas da Jump no Brasil em 2019, começando provavelmente pela capital paulista.