O nome é familiar para fãs de shooters e estudiosos da indústria bélica. Kalashnikov, produtora de armas AK-47, agora quer competir com a Tesla no mercado de veículos elétricos. Durante o Moscow Military Expo, a companhia anunciou o protótipo. De visual peculiar, o CV-1 chama atenção pelo estilo vintage.

Construído com o corpo do Izh2125 "Kombi", carro compacto de 1973, ele agrada apreciadores de carros antigos. A modernidade modifica ligeiramente o modelo, como nos faróis, agora composto por seis LEDs.

O automóvel promete entregar até 350 quilômetros de autonomia (competindo com o Tesla Model 3 mais acessível) com sua bateria de 90 kWh. Alcançando 100 km/h em 6 segundos, a companhia alega que o motor chega até 295 cavalos de potência.

Prezando pelos visuais nostálgicos, as calotas são brancas e as maçanetas, clássicas. O CV-1 parece sair diretamente de filmes. "Estamos falando sobre competir diretamente com Tesla, pois o projeto está indo bem", disse a companhia para um portal de notícias russo, mas sem destacar nenhuma vantagem do projeto em relação aos veículos de Elon Musk.

Essa não foi a única inovação apresentada. A empresa também revelou um buggy híbrido, já voltado ao setor de mobilidade militar russo, e uma motocicleta elétrica, destinada a policiais.

Ainda em desenvolvimento, o veículo elétrico da Kalashnikov não possui data nem preço anunciados.