Falamos várias vezes por aqui que a Google vem implementando sua nova versão da linguagem gráfica responsiva Material Design em todo seu ecossistema. Claro, alguns produtos vêm recebendo as atualizações mais rápido que outros e isso fica visível para um número limitado de usuários, antes de ser distribuído para todo mundo. E um dos serviços “da vez” ao receber o redesenho é o Google Maps.

A mudança foi já havia sido adiantada durante a conferência para desenvolvedores I/O 2018, no início de maio, e agora começa a dar as caras. O que é mais notável em relação à nova interface é que ela é bem mais branca, com a barra de buscas arredondada nos cantos, assim como os botões que ficaram mais sinuosos — ao invés das formas retangulares atuais. A fonte já foi trocada para a nova Google Sans.

google maps

Ao abrir a navegação de rotas, as letras ficaram ainda maiores, assim como o tamanho do mapa e dos desenhos. A maior alteração visível, pelo menos por enquanto, está na aba Explorar, que já situa automaticamente várias sugestões a partir de sua geolocalização e, claro, os dados armazenados por todos os produtos que você usa da Gigante das Buscas.

Mais possibilidade para explorar e listas personalizadas

Ao abrir o Explorar, você conta com um ícone azul para os restaurantes, outro vermelho para bares e uma amarela para atrações — com uma seção “Mais” que traz mais opções para “Comer e beber”, “Coisas legais para fazer” (a exemplo de parques, academias, música ao vivo, bibliotecas, entre outros), “Compras”, “Serviços” e outros. É possível que a ordem desses itens mude de acordo com o usuário.

google maps

Ao selecionar os ícones, o Maps aponta todas as opções da categoria na região, com alguns destaques, baseados na sua frequência pela região ou a partir de preferências. Com os filtro na parte superior, abaixo da barra de busca, é possível classificar por distância, ou os que estão abertos agora, quem tem a melhor avaliação e por aí vaí.

As listas adicionais, que podem ser também feitas pelos usuários ou parceiros do Google Maps, podem ser restritas ou compartilhadas e é possível salvá-las para consulta posterior — inclusive offline. Para a estreia dessas novas funcionalidades, a companhia até mesmo fechou uma parceria com o Guia da Semana, para oferecer lugares especiais para ver a Copa do Mundo em São Paulo.

google maps

Essas mudanças vêm acontecendo aos poucos e há até algumas variações desconcertantes no próprio app, como alternância brusca de fontes ou de design, entre o novo e o anterior. Além disso, uma função bastante cobiçada no I/O 2018, o “Para você”, com sugestões de lugares para visitar, pode ter sido absorvido pelo “Explorar”.

E aí, o que achou de todas essas novidades? Ainda não há previsão certa para que todo mundo receba as, mas é bem possível que esteja acontecendo neste momento para quem tem Android e em seguida para os donos de iOS.

Cupons de desconto TecMundo: