A NASA divulgou recentemente materiais inéditos do avião tripulado mais rápido desenvolvido até hoje: o SR-71 Blackbird. A aeronave teve seu desenvolvimento iniciado no fim da década de 50, mas o projeto ultrassecreto só foi revelado décadas depois.

O Blackbird ficou conhecido por seu design diferente e a sua capacidade de atingir velocidades supersônicas, mais precisamente 3.540 km/h – ou Mach 3. Mais que isso: ele conseguia manter essa velocidade por mais de uma hora e a altitude máxima de voo chegava a impressionantes 26 mil metros.

Foram 32 aeronaves produzidas pela Lockheed Martin, mas nos anos 90, quatro SR-71 estava em operação, sendo dois nas mãos na NASA, para fins de pesquisa, e dois usados pela Força Aérea norte-americana para missões de reconhecimento.

O Blackbird foi aposentado oficialmente em 1999 e continua sendo, até hoje, a aeronave tripulada mais rápida do mundo.

A Lockheed pretende lançar o sucessor do SR-71, o SR-72, em breve, mas não falou absolutamente nada diretamente relacionado ao projeto até agora. Rob Weiss, o VP da empresa, se limitou a dizer que uma nova tecnologia já foi desenvolvida em conjunto com a DARPA.

Rumores apontam que o novo avião poderá alcançar a velocidade de 4.800 km/h, sendo usado para situações que necessitam de uma resposta de emergência.