Em um mundo em que só se fala de carros elétricos e autônomos, é fácil concluir que um carro andando sem motorista por aí não é uma assombração, mas uma tecnologia sendo testada.

Eis que alguém resolveu acrescentar a variável “trollagem” nessa equação: uma Ford Transit Connect, vista andando sozinha pelas ruas de Arlington, no estado de Virginia, fez com que muita gente pensasse que se tratava de um nova função de direção autônoma sendo testada – exceto que, na verdade, era um cara fantasiado como banco do carro.

Diversos sites publicaram a história da “van fantasma” sem saber bem o que era. A descoberta veio através do repórter Adam Tuss, da NBC Washington, que conseguiu flagrar a van parada e, ao averiguar, se deparou com a inusitada situação.

No fim das contas, o que se descobriu é que se tratava de uma pesquisa conduzida pelo Virginia Tech Transportation Institute, que queria avaliar a reação dos motoristas a um carro que, em teoria, deveria ser 100% autônomo.

Não é a primeira vez que se vê algo desse tipo: o YouTuber MagicofRahat já havia tido uma ideia parecida em uma pegadinha que ele fez em um drive-thru de uma lanchonete. Se essa foi a inspiração para o experimento do VTTI, ainda não se sabe.