Já falamos várias vezes aqui no TecMundo sobre o futuro com carros autônomos e elétricos, um mercado com potencial para valer US$ 7 trilhões. As montadoras, no entanto, estão receosas com o hype: segundo a Reuters, as empresas estão se preparando para uma possível falha geral nas previsões.

Essa preparação envolve dissolver os investimentos e, com isso, amenizar os riscos e os impactos – caso tudo dê errado. Isso significa que, em vez de desenvolver tudo dentro de casa e por conta própria, as marcas estão buscando parcerias com outras empresas.

A estratégia é bem diferente de como as empresas estavam agindo há um ano, quando o foco era tentar criar um carro autônomo do zero, em uma postura muito mais voltada para a execução do que para o planejamento. Ao perceber que isso requer uma quantia considerável de dinheiro, no entanto, muitas montadoras passaram a repensar seus passos e começaram a trazer empresas menores para o processo.

“Embora seja um mercado substancial, ele pode não justificar a escala de investimentos que estão sendo feitos atualmente”, explicou um membro do conselho de uma montadora Alemã, que preferiu permanecer anônimo. Se um mercado de US$ 7 trilhões pode não ser digno do esforço, só podemos imaginar o tamanho do esforço que vem sendo empregado para trazer os carros do futuro para a realidade.