A montadora Renault está disposta a ajudar no desenvolvimento de aplicativos que contribuam para a mobilidade em um futuro próximo — e o Brasil é um dos grandes focos da marca. A empresa já está na terceira e última fase do Renault Experience 2.0, projeto de pesquisa e inovação que descobre talentos e prepara startups para entrarem no mercado.

O programa tem como objetivo capacitar pequenas empresas brasileiras e impulsionar o mercado. As primeiras etapas envolviam a apresentação de possíveis soluções de mercado com o acompanhamento da Reunault e vários executivos do setor.

Ao todo, foram 440 equipes participantes nas fases classificatórias, movimentando estudantes universitários de 13 estados e 83 instituições nacionais de ensino. Porém, apenas três ideias foram selecionadas para a etapa de aceleração.

Elas estão atualmente em um processo de treinamento intensivo pela Renault em Curitiba, com palestras e atividades voltadas para as áreas de tecnologia e mercado de trabalho, além de um aporte inicial de capital.

Os selecionados

A equipe Move Curitiba, do Paraná, participa da Renault Experience com o projeto ParkCare. Trata-se de um app de gerenciamento de aluguel de vagas de garagem para carros, motos e bicicletas.

Feito para quem busca alugar ou disponibilizar vagas para veículos, o ParkCare é um dos projetos selecionados.

Representante da Bahia, a solução Smart Security conecta carro e motorista, oferecendo ações como suporte e notificações no caso de batidas, furto ou movimento no interior do automóvel.

Já a Terpibots, também do Paraná, criou uma plataforma chamada ONCHANGE para garantir utilidades como Sistema de Usuários e rastreamento, um Mecânico Virtual e um gerenciador de dados completos sobre o automóvel.

Para conferir mais sobre o projeto, é só conferir o site da Renault Experience 2.0. A ideia é que todos os projetos sejam lançados no mercado em algum momento após a fase de aceleração.