Elon Musk não para: o múltiplo CEO anunciou hoje que conseguiu a aprovação verbal do governo norte-americano para começar a construção de um túnel para um Hyperloop, o meio de transporte ultrarrápido que ele idealizou em 2013.

Segundo Musk, a aprovação é para o projeto de um trajeto que conecta as cidades Nova York, Filadélfia, Beltimore e a capital Washington – e a viagem toda, de aproximadamente 367 quilômetros, poderá ser feita em apenas 29 minutos. O executivo ainda deu mais detalhes de como tudo deve acontecer, com as conexões localizadas no centro de cada uma das cidades.

Embora o envolvimento de Musk não seja diretamente com o Hyperloop, sua participação no projeto acontece através de uma de suas empresas, a Boring Company, que fica responsável por construir os túneis por onde as cápsulas de transporte supostamente vão passar.

Ainda assim, o gênio/bilionário reforça que será necessário obter as aprovações formais e que isso vai demandar um certo trabalho, mas ele está confiante de que isso vai acontecer rapidamente.

Especialistas em transporte e trânsito, no entanto, acreditam que isso pode ser um pouco mais difícil do que Musk está fazendo parecer. Yonah Freemark, do site The Transport Politic, apontou que a Boring Company vai precisar de aprovações de órgãos federais, seis estados, 17 distritos, diversas cidades e centenas de políticos – e isso pode não ser tão rápido assim.

Para deixar tudo mais interessante, as próprias cidades se pronunciaram e disseram que não foram contatadas em momento algum por Elon Musk. “Ninguém da prefeitura ou de qualquer departamento da cidade falou com Sr. Musk ou qualquer representante de sua empresa”, disse Ben Sarle, secretário de imprensa da prefeitura de Nova York.

Até agora, o CEO da Boring Company não se pronunciou mais para responder aquela que, agora, está sendo considerada a pergunta de ouro: quem deu a autorização para Elon Musk? Vamos aguardar a resposta.