(Fonte da imagem: Reprodução/Computer Shopper)

Os computadores desktop são imbatíveis em desempenho, mas todo o poderio desses PCs só é possível com a utilização de peças robustas e um sistema de refrigeração eficiente.

A utilização de uma placa de vídeo de alta qualidade, combinada com uma placa-mãe repleta de slots de expansão e uma fonte de alta capacidade, requisita um grande espaço físico.

É justamente por isso que os computadores desktop não reduziram de tamanho ao longo dos anos. Aliás, o que vimos recentemente foi um crescimento no tamanho dos componentes de hardware e dos gabinetes.

Apesar de os desktops serem ideais para gamers exigentes, há computadores que satisfazem as necessidades de muitos jogadores e ocupam um espaço consideravelmente menor. É claro que estamos falando dos mini PCs (e dos barebones). Hoje, vamos falar sobre as vantagens e desvantagens dessas máquinas e mostrar quais são as melhores.

Vantagens

Os mini PCs já estão no mercado há um bom tempo, mas eles não são muito populares no Brasil. À primeira vista, as vantagens desses aparelhos são somente o tamanho e o peso reduzidos, características que dão mais versatilidade ao produto e garantem a portabilidade.

Esses benefícios, no entanto, geralmente são associados a uma desvantagem. É comum pensar que, devido às medidas reduzidas, esses computadores têm um hardware limitado. De fato, esses PCs necessitam de peças adaptadas, mas vale ressaltar que isso não implica em uma diminuição absurda em desempenho.

(Fonte da imagem: Reprodução/Computer Shopper)

Os minicomputadores necessitam apenas de dois componentes especiais: a placa-mãe (que geralmente precisa ser do tipo mini ITX) e a fonte (que, dependendo do gabinete, deve ser de tamanho reduzido). Os demais dispositivos (processador, memória RAM, HD e placa de vídeo) internos são os mesmos que você usa em um desktop.

Atualmente, as placas-mãe para esses computadores miniaturizados já são compatíveis com os processadores Intel com soquete LGA 1150 (suportando processadores Intel Core i7 de 4ª geração) e aceitam facilmente 16 GB de memória RAM (com clock de até 2.666 MHz). Essas características garantem que esses PCs rodem quaisquer games atuais.

Desvantagens

Apesar de serem robustos, os mini PCs possuem algumas limitações. A primeira está na impossibilidade de realizar upgrades, visto que a placa-mãe é projetada para receber uma quantidade limitada de componentes. Não é possível instalar mais do que dois módulos de memória RAM ou adicionar uma placa de som externa.

Devido ao espaço interno limitado dos gabinetes, somente algumas placas de vídeo são compatíveis. Além disso, não há configuração com duas placas de vídeo (mas é possível associar uma placa de vídeo AMD com uma APU em um CrossFire Dual Graphics).

(Fonte da imagem: Reprodução/Computer Shopper)

Dependendo do tipo de gabinete ou máquina adquirida (no caso de optar por um mini PC pronto), você também pode se deparar com um limite na quantidade de dispositivos de armazenamento. Em alguns PCs, não é possível instalar mais do que dois HDs. Há maquinas que, por conta do espaço apertado, não aceitam a instalação de drives ópticos.

Normalmente, nos mini PCs, devido ao espaço limitado no interior do gabinete, a CPU e a placa de vídeo costumam trabalhar em temperaturas elevadas. No caso de computadores montados por fabricantes especializadas, isso geralmente é levado em conta no projeto de construção, algo que não deve acarretar em danos aos dispositivos.

1. Maingear Potenza

(Fonte da imagem: Divulgação/Maingear)

Especificações

  • Placa-mãe: MSI FM2-A75IA-E53 (configuração básica com AMD) ou Asus P8Z77-I Deluxe (configuração Intel)
  • Processador: AMD A10-68000K ou até Intel Core i7-4770K
  • Memória RAM: 8 GB Corsair Vengeance DDR3- 2133 (configuração AMD) ou até 16 GB Corsair Vengeance DDR3-1600 (configuração Intel)
  • Placa de vídeo: AMD Radeon HD 7750 (para CrossFire com APU) ou AMD Radeon R9 280X ou NVIDIA GeForce GTX 780
  • Armazenamento: até 3 dispositivos, podendo ser:
    2 HDs (1 x 4 TB e 1 x 3 TB) + 1 SSD de 1 TB
    ou 3 SSDs de 1 TB
  • Fonte: Silverstone ST45SF de 450 W
  • Refrigeração: Maingear EPIC 120 Supercooler
  • Preço: de US$ 915 (configuração básica AMD) até US$ 6.444 (configuração máxima Intel)

O Maingear Potenza é um dos mini PCs mais poderosos e elogiados para games. Esta máquina foi projetada para oferecer desempenho máximo em qualquer atividade, sendo que todos os componentes selecionados são perfeitamente acomodados no interior do gabinete e não sobra quase nada de espaço para qualquer upgrade.

Diferente dos computadores desktop, o Potenza tem a placa de vídeo instalada na vertical — algo que foi pensado de acordo com o modelo do gabinete. O cooler da GPU fica quase colado na tampa do gabinete, garantindo que o calor gerado seja retirado rapidamente. Em diversos testes, este PC mostrou desempenhos superiores a diversos concorrentes.

2. Primordial Gryphon

(Fonte da imagem: Divulgação/Primordial Computers)

Especificações

  • Placa-mãe: MSI Z77IA-E53 ou ASUS P8Z77-I Deluxe
  • Processador: até Intel Core i7-3770K
  • Memória RAM: até 16 GB
  • Placa de vídeo: até AMD Radeon HD 7970 ou até NVIDIA GeForce GTX Titan
  • Armazenamento: até 4 HDs (de 3 TB cada) ou até 4 SSDs (de 512 GB cada)
  • Fonte: até 850 W (fonte da Corsair)
  • Refrigeração: não informado
  • Preço: de US$ 1.215 (configuração básica) até US$ 6.949 (configuração completa)

Batendo de frente com a Maingear, a Primordial oferece o minicomputador Gryphon. Apesar do gabinete simples, esta máquina impressiona com o poderio dos componentes internos. É estranho que a empresa não tenha optado por atualizar este PC para a nova geração de processadores Intel, mas certamente o modelo mais robusto da linha Ivy Bridge é suficiente para a jogatina.

O grande destaque desta máquina fica para a placa de vídeo GTX Titan e para a possibilidade de instalar até 4 dispositivos de armazenamento. O preço é um bocado salgado, ainda mais se considerarmos que o Maingear é mais em conta e um pouco mais poderoso. De qualquer forma, o Gryphon ainda é uma ótima opção para quem quer um PC compacto.

3. Alienware X51

(Fonte da imagem: Divulgação/Dell)

Especificações

  • Placa-mãe: não informado
  • Processador: até Intel Core i7-4770
  • Memória RAM: até 16 GB DDR3-1600
  • Placa de vídeo: até AMD Radeon R9 270X
  • Armazenamento: 1 HD de 2 TB ou 1 SSD de 256 GB + 1 HD de 1 TB
  • Fonte: não informado
  • Refrigeração: não informado
  • Preço: de US$ 699 (com Intel Core i3-4130) até US$ 1.749 (com Intel Core i7-4770)

A Alienware já é uma marca muito conhecida para os gamers, afinal ela sempre inovou com seus notebooks e desktops de outro planeta. Agora, como uma empresa comandada pela Dell, a companhia vem focando em algumas máquinas mais simples, mas que ainda atendam de maneira satisfatória aos gamers. É o caso do minicomputador Alienware X51.

Olhando de relance, este parece ser apenas um PC enxuto que traz em seu interior uma configuração bem básica. Todavia, este magrinho tem muito poder para jogos. O processador Intel de última geração e a placa de vídeo da AMD dão show em muitos jogos. O melhor mesmo desta máquina é o preço que cabe no bolso.

4. Origin Chronos

(Fonte da imagem: Divulgação/Origin PC)

Especificações

  • Placa-mãe: MSI Z87I, ASUS Z87-I DELUXE ou ASUS Maximus VI Impact
  • Processador: até Intel Core i7-4770K
  • Memória RAM: até 16 GB DDR3-2133 (Corsair Dominator)
  • Placa de vídeo: até NVIDIA GeForce GTX 780 Ti
  • Armazenamento: até 3 HDs (1 de 2 TB + 2 de 4 TB) ou até 3 SSDs (de 1 TB cada)
  • Fonte: até 1.000 W (Corsair RM1000)
  • Refrigeração: Origin Frostbyte 120
  • Preço: de US$ 1.158 (configuração básica) até US$ 5.425 (configuração completa)

A Origin já deu o que falar com alguns projetos inusitados para gamers, e claro que a empresa não ficaria de fora da competição no ramo dos minicomputadores. O Chronos é um PC que coloca muito desktop para comer poeira. Podendo ser equipada com uma GeForce GTX 780 Ti, esta máquina vem devidamente preparada para rodar todos os games em altíssima definição.

O design não é o forte aqui, sendo que o gabinete-padrão é bem simples. O preço não agrada muito, mas, levando em conta os valores de computadores concorrentes, até que o Chronos é uma opção razoável.

5. Digital Storm Bolt

Especificações

  • Placa-mãe: GIGABYTE GA-Z77N-WIFI ou ASUS P8Z77-I Deluxe
  • Processador: até Intel Core i7-3770K
  • Memória RAM: até 16 GB DDR3-1866 (Corsair Dominator Platinum)
  • Placa de vídeo: até NVIDIA GeForce GTX 780 Ti
  • Armazenamento: 2 HDs (com 4 TB cada) ou 2 SSDs (com 1 TB cada)
  • Fonte: 500 W (fonte da Digital Storm)
  • Refrigeração: não informado
  • Preço: de US$ 1.234 até US$ 3.774

Para finalizar nossa lista, temos um minicomputador poderoso que se destaca pelo baixo consumo de energia e poder exagerado em jogos. Assim como a máquina da Alienware, esta belezinha da Digital Storm tem os componentes acomodados em um gabinete fino e alto. Comparando com os demais modelos que vimos, o preço máximo é aceitável.

Montando o seu

Bom, como você pode imaginar, qualquer um pode montar um mini PC, afinal todas as peças usadas nestes computadores estão disponíveis (mesmo que sejam difíceis de encontrar) no mercado. Certamente, o preço pode sair um pouco acima do que você paga em uma máquina desktop, mas você está pagando a mais pela tecnologia e pela redução nas dimensões. Confira alguns gabinetes e placas que recomendamos:

Os melhores gabinetes

1. Silverstone Fortress FT03-Mini

(Fonte da imagem: Divulgação/Silverstonetek)

Muitas das empresas que montam mini PCs (incluindo algumas que citamos acima) oferecem este gabinete como uma das opções para a montagem das máquinas. Com um formato fora do comum, este modelo chama a atenção pelo visual, sendo também um gabinete capaz de oferecer boa refrigeração dos componentes e espaços para drives de 2,5” e 3,5”.

2. BitFenix Colossus Mini-ITX

(Fonte da imagem: Divulgação/BitFenix)

Com altura reduzida e profundidade estendida, este gabinete da BitFenix é ideal para acomodar placas de vídeo de tamanho avantajado. O espaço interno foi bem pensado, sendo que você pode instalar até 4 discos rígidos.

O visual do produto é voltado para os gamers que não abrem mão dos pequenos detalhes. Há uma linha na parte frontal, que se prolonga para as laterais, a qual acomoda luzes que dão um visual futurista ao produto. É possível alternar entre as cores verde, vermelha e azul.

3. BitFenix Prodigy

(Fonte da imagem: Divulgação/BitFenix)

Este modelo da BitFenix tem uma cara mais simpática, sendo uma boa opção para quem pretende montar um PC que se encaixe bem junto aos demais eletrônicos. A medida do comprimento é menor do que a do Colossus, mas ainda é possível instalar a maioria dos modelos de placas de vídeo disponíveis atualmente.

Uma grande vantagem deste gabinete é a possibilidade de utilizar ventoinhas com diâmetro de até 240 mm. O Prodigy ainda se destaca por trazer conectores USB 3.0 na parte frontal. Este produto é uma boa opção para quem precisa carregar o computador para diversos lugares, pois suas alças facilitam o transporte.

4. EVGA Hadron Air

Ampliar (Fonte da imagem: Divulgação/EVGA)

Outro excelente modelo de gabinete é o Hadron Air da EVGA. Este produto tem espaço para acomodar placas de vídeo de tamanho avantajado (com até 26,7 cm de comprimento e que ocupem slot duplo), vem com fonte de alimentação de 500 W e duas portas USB 3.0.

Quanto ao sistema de refrigeração, o Hadron conta com duas ventoinhas de 120 mm, as quais garantem o bom funcionamento da máquina. O design deste gabinete também merece destaque, afinal todo gamer quer uma máquina com um visual ousado.

Boas opções de placas-mãe

1. MSI Z87I

(Fonte da imagem: Divulgação/MSI)

Conforme você deve ter reparado nos PCs listados neste artigo, muitas fabricantes confiam nesta placa-mãe da MSI. E não é para menos. De acordo com uma análise recente do Tom’s Hardware, este modelo oferece a melhor relação custo-benefício. Essa placa tem 1 slot PCI-Express 3.0, 4 portas USB 3.0, WiFi embutido e saída HDMI. O preço é camarada!

2. GIGABYTE Z87N-WiFi

(Fonte da imagem: Divulgação/GIGABYTE)

A placa da GIGABYTE custa o mesmo tanto que a da MSI, mas traz alguns inconvenientes que acabam reduzindo as vantagens. De qualquer forma, se você não encontrar o modelo da MSI, pode optar por essa placa que possui quase os mesmos recursos.

3. EVGA Z87 Stinger

(Fonte da imagem: Divulgação/EVGA)

Por fim, temos uma placa-mãe mais cara (mas que ainda consegue ter preço inferior ao da ASUS Z87-I Deluxe). O grande diferencial da EVGA Z87 Stinger está nos componentes de alta qualidade. Certamente, para quem tem dinheiro e quer o máximo em desempenho, esta placa é uma ótima opção.

Vale a pena trocar um desktop por um mini PC?

A resposta para esta pergunta depende apenas da sua necessidade. Se você é um gamer que precisa de duas placas de vídeo ou muita memória RAM, certamente um mini PC não atenderá suas necessidades.

Todavia, quem tem dinheiro sobrando e quer uma máquina compacta para games encontra nestes pequenos notáveis uma ótima alternativa aos notebooks (que são compactos, mas que deixam a desejar no desempenho). O que você pensa sobre o assunto? Já cogitou comprar um minicomputador?

Cupons de desconto TecMundo: