Por que spin-offs de séries muito amadas não dão certo?

Imagem de: Por que spin-offs de séries muito amadas não dão certo?
Imagem: Divulgação/CW

Que atualmente nós estamos vivendo na era dos "recicláveis" em Hollywood já não é novidade para ninguém. É inegável: os spin-offs, reboots, revivals e live-actions tomaram conta das telonas e da TV nos últimos dez anos e a expectativa é que o cenário audiovisual americano continue assim por mais algum tempo.

Na televisão, os spin-offs - ou seja, séries criadas a partir de uma franquia já existente - são os queridinhos da vez. Mas assim como aparecem aos montes, também desaparecem rapidamente.

Na última semana, por exemplo, a série Winchesters, derivada do sucesso Supernatural, foi cancelada pela emissora CW. Mas afinal, por que spin-offs de séries amadas nem sempre têm o sucesso esperado?

The WichestersThe Wichesters, série prequel de Supernatural, não vingou, mesmo com enorme base de fãs da série original (Foto: CW)

Expectativas elevadas

O primeiro ponto é bastante óbvio. Isso porque, se uma franquia é muito amada pelo público, as expectativas da audiência serão altíssimas. E todos nós sabemos que as expectativas são inimigas da perfeição (pelo menos em partes). Uma vez que o spin-off não atende às "exigências", é necessário mesmo muito amor por parte dos fãs para continuar engajando na série derivada.

Falta de ligação com a produção original

Sim, são vários os motivos que fazem uma pessoa gostar de uma série. As razões podem ir desde a trama, os personagens, o ritmo e formato da narrativa... Ou o conjunto de tudo. Mas uma coisa é certa, a essência da história é importante para manter os fãs presos em uma produção derivada.

Quando uma série spin-off perde a "alma" da original, dificilmente vai vingar. Isso porque se a produção parecer desconectada ou não relacionada o suficiente à série que já é querida do público, os fãs não terão motivação para assistir.

Um bom exemplo disso é o seriado Joey, focado no personagem de Friends. A produção mostrava o personagem de Matt LeBlanc se mudando para Los Angeles, após se despedir dos seus amigos. Não era difícil supor que os fãs de Friends dificilmente iam querer assistir uma série com apenas um do grupo...

JoeySpin-off focado em Joey, de Friends, não chamou a atenção do público e foi cancelada após duas temporadas

Personagens menos cativantes

A regra é clara: para uma série dar certo, a audiência precisa se identificar com as motivações de pelo menos um personagem da trama. Por isso, um motivo que pode fazer os fãs desistirem do spin-off é a falta de personagens cativantes ou interessantes como os da original.

Isso, é claro, também pode somar com o fator "qualidade". A construção de personagens envolventes depende quase exclusivamente do bom desenvolvimento de roteiro. Uma produção que não tenha enredo muito bem elaborado dificilmente ganhará atenção do público.

Um exemplo positivo disso é a série Better Call Saul. Derivada do hit Breaking Bad, a produção conseguiu desenvolver tramas que realmente envolveram os fãs, sem deixar a essência da série original para trás.

Público cansado

Sabe quando sai mais um filme de Velozes e Furiosos e você se questiona "para quê mais um?"? Pois então. A exploração de uma mesma história por muitos anos acontece também no mundo das séries (e muito!). Após explorar a premissa principal em várias temporadas, pode ser difícil encontrar uma nova abordagem interessante que mantenha o apelo dos fãs.

Como consequência, a ramificação da trama para spin-offs pode cansar o público, independente do amor pela produção original.

better call saulBetter Call Saul é um bom exemplo de série spin-off que mantém a qualidade da original (Foto: Divulgação)

Apesar de a lista de spin-offs de qualidade duvidosa ser grande, ainda podemos contar com bons exemplos de séries derivadas que foram e continuam sendo sucesso com o público. Entre elas estão A Casa do Dragão (HBO), Narcos: Mexico (Netflix), Law & Order: Unidade de Vítimas Especiais (NBC) e The Flash (CW).

Você sabia que o TecMundo está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.