Jeffrey Dahmer: conheça o caso real que inspirou a série

Imagem de: Jeffrey Dahmer: conheça o caso real que inspirou a série

Chegou ao catálogo da Netflix a minissérie Dahmer: O Canibal Americano, produção que conta a história do serial killer Jeffrey Dahmer, culpado por assassinatos ao longo de 17 anos.

Criado por Ryan Murphy (American Horror Story e Glee), a série é protagonizada por Evan Peters e conta com Niecy Nash, Richard Jenkins, Molly Ringwald, Michael Learned, Penelope Ann Miller & Dyllón Burnside no elenco.

Os dez episódios da série chegaram ontem (21) à Netflix e têm classificação indicativa de 18 anos, já que conta com cenas explícitas de violência, abuso sexual infantil, entre outros. Mas afinal, qual é a história por trás da série?

Conheça o caso do Canibal Americano

Jeffrey Dahmer ficou conhecido por seus crimes macabros envolvendo necrofilia, homicídio, estupro e canibalismo, cometidos entre as décadas de 1970 e 90.

Condenado à prisão perpétua, Dahmer foi responsável pelo assassinato de 17 pessoas no estado de Wisconsin, nos Estados Unidos.

Ele fez sua primeira vítima no fim da década de 70, dias após sua formatura do ensino médio. No caso, ele ofereceu ajuda para um homem que pedia carona na estrada, o levou para sua casa e o estrangulou até a morte.

Ele voltou a matar nove anos depois e passou a procurar suas vítimas de forma ativa. A "busca" acontecia, principalmente, em bares LGBT da cidade. Após matar suas vítimas, Dahmer as violentava sexualmente (prática considerada necrofilia), fotografava e dissecava os corpos. Feito isso, ele guardava a "carne" em formol para consumir depois. Em 1994, ele foi morto na prisão por outro detento.

Você sabia que o TecMundo está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.