Chernobyl: The Lost Tapes, da HBO, tem trailer divulgado; veja!

Imagem de: Chernobyl: The Lost Tapes, da HBO, tem trailer divulgado; veja!
Imagem: HBO/Reprodução Internet.

Se você assistiu à série Chernobyl, da HBO, deve se lembrar das cenas aterrorizantes e do horror real vivido por milhares de pessoas dentro e nos arredores da usina em que ocorreu o desastre nuclear. Agora, o documentário Lost Tapes vem para adicionar ainda mais choque ao assunto: os desdobramentos da tragédia de 1986.

A HBO liberou, no início deste mês, um trailer do documentário que reúne as fitas perdidas que retratam a destruição e as doenças que se seguiram à exposição da equipe de contenção e da população em geral ao vazamento de radiação.

Veja o trailer:

O vídeo traz imagens aterrorizantes e relatos de pessoas que, segundo a obra, foram silenciadas até então. Há vozes de fundo narrando que não foram avisadas a respeito do que estava ocorrendo. "Escolas infantis estavam abertas", diz uma mulher ao fundo.

Também é possível ver os trabalhadores que entraram na usina para conter o vazamento de radiação com pouca ou nenhuma informação e utilizando trajes e equipamentos inadequados, além de líderes de equipe dizendo que as falas sobre radiação não faziam sentido e que aqueles homens estariam "saudáveis".

Podem ser ouvidos ainda detalhes do discurso russo de que a população estaria segura, em meio às imagens reais de pessoas e animais doentes e bebês e crianças com malformações relacionadas à exposição à radiação.

36 anos depois, sabemos que o desastre de Chernobyl, a usina nuclear localizada a cerca de 130 quilômetros ao norte de Kiev, a capital ucraniana, foi o mais mortal de todos os tempos.

À medida em que as pessoas expostas à radiação de Chernobyl foram adoecendo, sua confiança na liderança soviética foi diminuindo, o que contribuiu para a agitação generalizada que também é retratada no trailer de Lost Tapes - e acabou por dissolver a União Soviética, segundo o comunicado da HBO sobre o documentário.

Relembre Chernobyl

s  HBO/Divulgação. 

A explosão do reator de Chernobyl, em 26 de abril de 1986, matou dois trabalhadores da usina e mais 29 pessoas - muitas delas, bombeiros que correram para combater o incêndio e morreram mais tarde devido à exposição à radiação, segundo dados da Agência Internacional de Energia Atômica.

Nos anos que se seguiram, casos de câncer dispararam cerca de 90% entre crianças e mais de 93.000 pessoas morreram devido a doenças ligadas à exposição à radiação na Ucrânia, Bielorrússia e Rússia, segundo dados levantados pela Live Science.

Chernobyl: The Lost Tapes estreia em 22 de junho, na HBO e no HBO Max.