A Menina que Matou os Pais: caso Richthofen pode ganhar 3º filme

Imagem de: A Menina que Matou os Pais: caso Richthofen pode ganhar 3º filme
Imagem: Amazon Prime Video/Reprodução

Parte dos atores que estrelaram A Menina que Matou os Pais e O Menino que Matou Meus Pais estão em negociação para participar de um novo filme sobre o Caso Richthofen. O terceiro longa-metragem deve adaptar os acontecimentos após 4 anos entre o crime e o julgamento.

As informações foram divulgadas ontem (18) pela colunista Patrícia Kogut, n’O Globo. De acordo com ela, a ideia é manter o elenco que protagonizou as duas primeiras produções.

A continuação está sendo planejada porque os projetos fizeram relativo sucesso. Os filmes estrearam com exclusividade no Amazon Prime Video em 24 de setembro de 2021 e estiveram entre os assuntos mais pesquisados nas semanas seguintes.

“Meu nome está sendo buscado, no Google, em países como Estados Unidos, Japão, Inglaterra, Portugal... É algo muito maior do que eu esperava”, chegou a dizer a atriz Carla Diaz, que interpretou Suzane von Richthofen, para o jornal Extra.

Além de Diaz, o elenco foi composto por nomes como Leonardo Bittencourt (Daniel Cravinhos), Allan Souza Lima (Cristian Cravinhos), Vera Zimmermann (Marísia von Richthofen), Leonardo Medeiros (Manfred von Richthofen), Augusto Madeira (Astrogildo Cravinhos), Débora Duboc (Nadja Cravinhos) e Kauan Ceglio (Andreas von Richthofen).

Os primeiros longas-metragens, que se basearam nos autos do processo, foram produzidos pela Santa Rita Filmes, que ainda não confirmou o possível terceiro filme. Por enquanto, não sabe se o diretor Maurício Eça e os roteiristas Ilana Casoy, a maior especialista em serial killers do Brasil, e Raphael Montes, escritor de literatura policial, voltarão para o suposto novo projeto.

A Menina que Matou os Pais: qual é a ordem certa para assistir os filmes?