Game of Thrones: série prequel cancelada custou US$ 30 milhões à HBO

Imagem de: Game of Thrones: série prequel cancelada custou US$ 30 milhões à HBO
Imagem: HBO

Muito antes de House of the Dragon, a próxima série spin-off de Game of Thrones, ganhar uma data de estreia na HBO, The Long Night foi aprovada pela emissora. Ambientada cerca de 10 mil anos antes dos eventos da produção original, o episódio piloto produzido custou, segundo o que foi divulgado recentemente, algo em torno de  US$ 30 milhões (R$ 170 milhões) ao canal.

Mesmo com o alto investimento, o projeto foi cancelado e, posteriormente, engavetado no canal. De acordo com informações obtidas pela imprensa internacional, a roteirista Jane Goldman era a figura responsável pela série, tendo, inclusive, supervisão de George R.R. Martin, autor de As Crônicas de Gelo e Fogo.

Os famigerados Caminhantes Brancos teriam muito destaque, levando em consideração que a produção focaria em um evento discutido amplamente pelos personagens durante as últimas temporadas. A atriz Naomi Watts foi contratada para viver a protagonista, enquanto o elenco se completava com as participações de Josh Whitehouse, Jamie Campbell Bower, Georgie Henley e Naomie Ackie.

(HBO/Reprodução)(HBO/Reprodução)Fonte:  HBO 

Por que a HBO cancelou a série spin-off de Game of Thrones?

O lançamento do livro Tinderbox: HBO's Ruthless Pursuit of New Frontiers, de James Andrew Miller, trouxe detalhes valiosos para os fãs de programas seriados e televisão no geral. A informação com o valor investido pela HBO para a produção do episódio piloto de The Long Night foi exposta em suas páginas, tendo em vista que Game of Thrones é considerada um fenômeno pela emissora.

A decisão foi tomada, sobretudo, a partir da opinião de Bob Greenblatt, ex-presidente da WarnerMedia, proprietária do canal e, consequentemente, dona da série. Na obra, James Andrew Miller explica como a conversa entre o executivo e Casey Bloys, diretor de conteúdo da HBO, teria ocorrido.

De acordo com o autor, Greenblatt havia assistido aos cortes brutos do episódio e avaliado a concepção da narrativa que, segundo ele, descaracterizava o que o público já conhecia sobre Westeros. “Isso simplesmente não funciona e também não acho que cumpre a promessa da série original”, ele teria afirmado a Bloys que, em nenhum momento, discordou daquela posição.

Apesar do alto orçamento, ao que tudo indica, a HBO não tem muito interesse em compartilhar mais detalhes sobre The Long Night com seu público.

O que você achou dessa história? Não deixe de comentar!