Chicago Fire 10x6: hackers tentam atrapalhar os bombeiros (recap)

Imagem de: Chicago Fire 10x6: hackers tentam atrapalhar os bombeiros (recap)
Imagem: NBC

ATENÇÃO, SPOILERS À FRENTE!

Na última quarta-feira (27), o público acompanhou alguns casos bastante interessantes no episódio 10x6 de Chicago Fire. Sem Casey (Jesse Spencer), os bombeiros se dividiram para tentar resolver tudo da melhor forma possível.

Portanto, saiba mais sobre o intitulado “Dead Zone” com nosso recap!

Chicago Fire: intensidade e emoção permanecem na 10ª temporada da série

O episódio se inicia com Brett (Kara Killmer) tentando seguir em frente depois que Casey decidiu cuidar dos filhos de seu falecido amigo. Os dois estavam tentando namorar à distância, mas, aparentemente, as coisas não deram muito certo. De volta ao trabalho, a personagem saiu junto da equipe para socorrer um jovem que acabou se acidentando durante um jogo de basquete.

(NBC/Reprodução)(NBC/Reprodução)Fonte:  NBC 

Contudo, Brett percebeu que havia algo errado acontecendo durante o caso, pois haviam duas equipes de bombeiros no local, além de um serviço de cortadores de metal, pois o jovem em questão estava com uma barra atravessada em seu corpo. É a partir desse ponto que ela descobriu que hackers haviam invadido o serviço de emergência e o sinal estava fora do ar.

Com a ajuda de Boden (Eamonn Walker), o esquadrão de Brett estava tentando resolver o problema de comunicação. Por meio de códigos, eles foram retomando a rotina. Enquanto isso acontecia, Severide (Taylor Kinney) investigava um caso de incêndio criminoso contra uma igreja. Quando foram interrogar o Padre, o sacerdote deu a entender que já sabia quem era o culpado, principalmente por conta do ato de confissão.

Como ele não poderia quebrar o selo de confissão, o padre pediu para que Severide interrogasse outra pessoa. Ao conhecer a freira conhecida como Montaclair, ela pensou que talvez soubesse quem poderia ter sido o responsável pelo incêndio. Tratava-se de um jovem expulso da escola por atear fogo no cabelo de uma colega de classe.

No entanto, o garoto em questão tinha um álibi. Dessa forma, Severide descobriu outros detalhes relacionados à paróquia e passou a suspeitar do padre por conta de alguns documentos que deveriam ter sido entregues à arquidiocese de Chicago. Quando tinha plena convicção sobre o que estava acontecendo, Severide retornou à igreja para colocar seu suspeito na parede.

Quando chegou ao local, um novo incêndio estava sendo provocado e não era pelas mãos do padre. Apesar de ter conseguido salvá-lo, o incendiário misterioso conseguiu fugir. Com os sistemas de investigação e comunicação do corpo de bombeiros ainda instáveis, não havia como dar prosseguimento ao caso, restando Severide a levar o padre ao hospital. Certamente, essa questão ainda será abordada no próximo episódio.

(NBC/Reprodução)(NBC/Reprodução)Fonte:  NBC 

De alguma maneira, em meio a tantas emergências, os bombeiros conseguiram responder aos chamados utilizando seu antigo sistema de alarmes. Mouch e Hermann (David Eigenberg) cuidaram de tudo, enquanto Gallo (Alberto Rosende) ainda estava por perto anotando tudo à mão. Embora o ataque tenha bagunçado as coisas, todos conseguiram superar o problema.

Mas o que será que vai acontecer daqui para a frente? Não perca! Um novo episódio de Chicago Fire será exibido na próxima semana.