Cruel Summer: por que você precisa assistir a série teen do momento

Imagem de: Cruel Summer: por que você precisa assistir a série teen do momento
Imagem: Rreprodução/Freeform

O texto a seguir NÃO contém spoilers da série Cruel Summer.

Quem não gosta de uma série teen com muito drama adolescente e intrigas, não é mesmo? Bom, na verdade, nem todo mundo. Mas algumas histórias surgem, muitas vezes, para quebrar o estereótipo em torno das produções desse gênero. Um exemplo disso é o recente lançamento do Amazon Prime Video, Cruel Summer.

Por que você deve assistir Cruel Summer?

Produzida originalmente pelo canal Freeform, a série se passa ao longo de três anos: 1993, 1994 e 1995. Na trama, Kate, a garota mais popular de uma pequena cidade no Texas, desaparece sem deixar rastros. Ao mesmo tempo, a então menina tímida e excluída, Jeanette, que, aparentemente, não tem nenhuma relação com o ocorrido, passa a tomar o lugar da desaparecida. No entanto, tudo muda quando Kate volta com informações que podem acabar com a vida de sua “substituta”.

Cruel Summer: série vai prender sua atenção

Estrelada por Olivia Holt e Chiara Aurelia, nos papéis de Kate e Jeanette, respectivamente, a série conta com uma trama simples, mas que promete prender os espectadores desde o primeiro episódio. Não se engane, a história não é cheia de grandes acontecimentos, mas é repleta de “joguinhos” psicológicos, recurso que foi muito bem utilizado ao longo dos dez episódios.

Isso porque a produção não deixa claro quais são as intenções das personagens, fazendo o espectador se questionar a todo momento sobre o que realmente aconteceu e qual delas está mentindo. Por isso, já alertamos: é provável que você mude de opinião a cada episódio.

A narrativa foge do convencional

Ao longo da série, não espere que a trama seja didática. A produção não subestima o espectador e alterna três fases da história sem qualquer aviso. A série abusa de tons de amarelo, azul e cinza para “marcar” os três anos e situar quem está assistindo. A mudança brusca na paleta de cores muda totalmente o tom da narrativa, o que, em um primeiro momento, pode causar certa confusão no espectador.

Mas não se preocupe, as transições vão ficando cada vez mais claras ao longo dos episódios e é, de longe, um dos pontos mais altos da narrativa.

Divulgação/FreeformDivulgação/Freeform

Personagens adolescentes, problemas de adultos

Ao começo de cada episódio, já é avisado de que a série possui cenas que podem ser consideradas sensíveis e gerar gatilhos, como violência doméstica. Não é para menos, já que Kate é mantida em cativeiro (pode se acalmar, essa informação é revelada logo no início). A produção aborda também outros temas que podem gerar reflexões importantes, como relacionamentos abusivos e conflitos familiares, em especial com mães narcisistas.

Apesar disso, não esqueça que a trama acompanha adolescentes. Então, dilemas dessa idade também entram em jogo, como a inocência — exagerada — do primeiro amor e a vontade de ser popular entre os amigos.

Divulgação/FreeformDivulgação/Freeform

Ainda que não conte com atores e atrizes muito conhecidos do público, o elenco dá conta do recado e o destaque está, com certeza, no núcleo jovem da produção. No mais, vale lembrar que a série, criada por Jessica Biel (The Sinner) já foi renovada para a segunda temporada. A expectativa é de que seja uma antologia, considerando que o final não deixou pontas soltas.

Se você já assistiu Cruel Summer, diz pra gente o que achou aqui nos comentários!

Imagem: Teste Grátis o Amazon Prime
Imagem: Tecmundo Recomenda

Teste Grátis o Amazon Prime

Filmes, séries, música, ebooks, jogos, frete grátis, ofertas exclusivas e muito mais. Assine e tenha todos esses benefícios grátis por 30 dias! Após o período de teste pague apenas R$ 9,90/mensal.