Raised by Wolves: entenda os diferentes tipos de androides da série

Imagem de: Raised by Wolves: entenda os diferentes tipos de androides da série
Imagem: HBO Max

Quando se trata de um projeto de Ridley Scott, é preciso parar e prestar atenção, tenha você gostado ou não das últimas produções do veterano diretor britânico que já nos deu Alien e Blade Runner.

A nova série da HBO Max, Raised by Wolves, que estreou na última quinta-feira (3) não apenas teve dois dos seus três episódios iniciais dirigidos por Scott, como deixou explícita a sua paixão, já demonstrada em diversos filmes, pelos androides.

No episódio inicial, que tem o mesmo nome da série, toda a ação é focada nos dois androides principais: a Mãe (Amanda Collin) e o Pai (Abubakar Salim) criando crianças humanas no planeta Keppler-22B para repopular a humanidade. Porém, nos dois episódios seguintes, outros modelos aparecem.

Cada um desses humanoides tem um diferente propósito conforme a sua programação original. Uns são desenhados para voltar a um planeta Terra inteiramente destruído pela guerra, enquanto outros se concentram em criar uma nova civilização humana num novo mundo, sem os vícios e ódios que causaram a aniquilação do nosso planeta.

Confiram os principais modelos e, se bem conhecemos Ridley Scott, outros virão.

Os modelos de serviços

Fonte: HBO Max/DivulgaçãoFonte: HBO Max/DivulgaçãoFonte:  HBO Max

Os modelos de serviços são androides básicos, que operam a partir de algoritmos e lógica simples. Eles apenas cumprem o propósito para o qual foram programados, mas podem agir como guerreiros, como ocorre quando um modelo de serviço macho tenta emboscar Mãe para sequestrar Campion (Winta McGrath).

Pai é um modelo de serviços, mas teve que ser reprogramado para cometer um pecado (segundo a religião mitraica): levar embriões humanos para o novo planeta. Pai é programado apenas para proteger as crianças e a casa, o que algumas vezes o leva a entrar em conflito com a Mãe.

Os Robôs Médicos

Fonte: HBO Max/DivulgaçãoFonte: HBO Max/DivulgaçãoFonte:  HBO Max

Esses androides lembram Blade Runner e têm um aspecto totalmente humano. Isso pode ser visto nos flashbacks da época da guerra, onde Caleb (Jack Hawkins) utiliza um robô médico na luta pelos ateus contra os mitraicos em 2145.

Esse androide faz uma cirurgia reconstrutiva nele e em Mary (Sienna Guillory), transformando-os em Marcus (Travis Fimmel) e Sue (Niamh Algar). Os robôs médicos afiguram-se mais compassivos e humanizados, pois são programados para funcionar como profissionais de saúde e prestação de socorro aos humanos.

Os Necromantes

Fonte: HBO Max/DivulgaçãoFonte: HBO Max/DivulgaçãoFonte:  HBO Max 

Mãe é uma Necromante, e isso pode parecer paradoxal, pois ela tenta criar crianças e não cumprir sua principal programação, que é mudar sua aparência e matar, como tantas vezes esses androides foram utilizados pelos ateus em ataques contra os mitraicos.

Naturalmente, essa Mãe sofreu algumas alterações em suas diretrizes, para assumir o perfil de um androide cuidador. Mas, quando necessário, ela reassume a sua característica original e se transforma numa máquina mortífera. Esse tipo de androide foi projetado para erradicar a humanidade.

Fontes

Raised by Wolves: entenda os diferentes tipos de androides da série