Quando estamos fora de casa, a nossa internet é provida pelas operadoras móveis. Nesse caso, navegar na rede consome uma quantidade de dados e banda de uma franquia – que pode ser diária ou mensal. Contudo, em shoppings, aeroportos e outros locais públicos, existem serviços de WiFi gratuito, que apenas solicitam um cadastro ou algo semelhante.

É mais ou menos esse modelo que a Microsoft quer seguir com o seu novo serviço, o Microsoft WiFi, que foi vazado no site oficial da empresa e logo em seguida retirado do ar. Horas mais tarde, um representante da companhia confirmou que de fato o boato era verdadeiro, mas sem dar muitos detalhes.

Internet acessível para todas as plataformas

“O serviço vai oferecer um WiFi livre de implicações para as massas, com aplicativos para Windows, Windows Phone, iOS, OS X e Android”, segundo o site VentureBeat sobre as informações vazadas no começo do dia.

Se o site oficial do Microsoft WiFi já está sendo testado publicamente, é bem possível que a novidade da empresa seja anunciada em breve. A ideia da companhia é retirar a burocracia de se reconectar aos diferentes pontos de acesso, ou seja, conecte-se uma única vez e abuse da conexão sem fio à internet, diferente do que ocorre atualmente nos hotspots de outras provedoras.

Gratuito? Talvez, mas com ressalvas

Apesar de nenhuma dessas informações terem sido confirmadas, há rumores que o acesso não será para todos. Aparentemente, pode existir um filtro que restringe o uso para assinantes do Skype WiFi, funcionários de empresas que possuem o Office 365 Enterprise ou para consumidores de uma licença oficial do serviço.

Se isso for verdade, vai contradizer os planos da Microsoft em trazer um provedor de WiFi gratuito. Por ora, podemos apenas especular sobre o que a empresa de Bill Gates tem planejado para o futuro. Será que poderíamos ter uma conexão de qualidade gratuita? Ou será que não passa de mais um produto para o mercado norte-americano? 

Cupons de desconto TecMundo: