A Microsoft pretende facilitar a vida de desenvolvedores que quiserem fazer aplicativos para Android usando as ferramentas de desenvolvimento da companhia. Em meio a um amplo conjunto de anúncios focados nos criadores de softwares, a gigante dos computadores lançou uma prévia de um emulador do sistema móvel da Google que vai permitir que os developers construam e testes apps para a plataforma de celular.

A novidade faz parte da versão 2015 do Visual Studio da Microsoft e vai oferecer uma série de recursos feitos para ajudar desenvolvedores a emular um dispositivo móvel real. Por conta da grande quantidade de produtos similares oferecidos por terceiros, o anúncio certamente chega como uma surpresa por parte da empresa de Bill Gates, mas a companhia parece estar falando bastante sério sobre oferecer um produto eficiente para criação de programas para Android.

Além disso, a Microsoft afirmou estar fazendo novo aplicativo Visual Studio Community 2013, uma versão gratuita e com todos os recursos do Visual Studio disponíveis, permitindo que os desenvolvedores se aproveitem das extensões e do suporte para criar apps em múltiplas plataformas e dispositivos. Embora a companhia já tenha oferecido versões gratuitas antes, a novidade deve eventualmente substitui-las por oferecer mais funcionalidade sem cobrar nada.

Abrindo as portas

Em um anúncio separado, porém não menos significativo, a Microsoft revelou que está abrindo o código do .NET, o framework central dos softwares da empresa. O objetivo da gigante dos computadores é torná-lo uma plataforma cruzada no OS X e no Linux, além de lançá-lo no GitHub (clique aqui). Há quem acredita que essa é uma atitude que a companhia deveria ter tomado há muitos anos, o que não significa que é algo que os desenvolvedores podem ignorar.

Ao que parece, a Microsoft tem esperanças de que abrir o código do .NET seja  o suficiente para atrair mais criadores de programas para suas próprias tecnologias, o que por sua vez ajudaria a empresa a trabalhar em indústrias mais amplas. As medidas anunciadas são fortes exemplos de como a mentalidade da companhia vem mudando e como ela está se afastando de sua ideia mais fundamental – a de que os consumidores devem pagar por software. 

Cupons de desconto TecMundo: