A Microsoft anunciou recentemente que estará encerrando o streaming gratuito de músicas por meio do Xbox Music a partir do primeiro dia de dezembro. Ainda que o serviço em si continue funcionando, os usuários que quiserem usufruir dele terão que adquirir um Xbox Music Pass para isso, que tem um preço mensal de US$ 10 (o equivalente a R$ 25, sem taxas).

A companhia não especificou as razões que a levaram a remover a opção gratuita, que era mantida a partir de anúncios, mas afirmou que está “focando o Xbox Music para que ele entregue a experiência suprema de compra e assinatura de músicas para nossos clientes”. O serviço foi lançado em outubro de 2012 junto ao Windows 8 e vinha pré-instalado em dispositivos que rodam o sistema operacional.

A Microsoft já havia atualizado o Xbox Music algumas vezes desde seu lançamento, criando versões para o Xbox One e as edições mais recentes do Windows Phone, mas o serviço ainda tinha dificuldade para competir com rivais como o Spotify em termos de recursos sociais. A empresa fornecia três opções de acesso para os usuários:

  • Por meio do pagamento de uma mensalidade no valor de US$ 10;
  • Baixando as músicas individualmente por preços estabelecidos;
  • Gratuitamente pelo PC, mas com anúncios.

Decisão definitiva

Após a data anunciada pela Microsoft, a terceira opção de acesso será excluída por tempo indeterminado – decisão que a companhia não parece propensa a desfazer. No entanto, a empresa ressalta que usuários que já tiverem comprado e baixado músicas ainda conseguirão encontrá-las em seus computadores, tablets e smartphones com sistemas Windows.

Cupons de desconto TecMundo: