(Fonte da imagem: Reprodução/Microsoft)

Um dos grandes fatores que impede a Microsoft de instalar o Windows em equipamentos com menor capacidade de armazenamento é o “rastro de instalação” que o sistema operacional deixa. Ao final do processo, há muitos gigabytes de informações que ficam armazenados, e nem sempre eles são úteis para os consumidores. Mas a Microsoft está querendo reduzir isso para os próximos anos.

Por causa disso, a empresa está procurando desenvolvedores especializados para fazer com que o Windows e o Windows Phone ocupem menor espaço em disco. Dessa forma, a empresa quer colocar o Windows em diversos equipamentos, indo além dos eletrônicos com discos de alta capacidade — incluindo televisores, mesas e eletrodomésticos inteligentes. Mas será que isso pode dar certo?

Segundo a Microsoft, o Windows Phone 8 foi o primeiro a ter um pouco dessa nova ideia, podendo ser instalado até mesmo em smartphones com 4 GB de memória interna. A empresa afirma que tem o objetivo de “deixar o Windows mais enxuto para que ele possa ser executado em qualquer lugar!”. Será que isso também poderá ser levado para a versão de computadores do sistema operacional?

Cupons de desconto TecMundo: