(Fonte da imagem: Reprodução/Microsoft)

Nesta terça-feira (25), a Microsoft anunciou que firmou uma parceria com o pessoal do Computer History Museum para liberar os códigos-fonte dos programas MS-DOS e Word for Windows ao público. Essa operação foi aprovada pelas duas organizações envolvidas e diz respeito às versões 1.1 e 2.0 do DOS e à 1.1a do Word.

De acordo com o que foi explicado pelo diretor da Microsoft Research, Roy Levin, essa iniciativa tem como objetivo auxiliar as próximas gerações de tecnologistas. Dessa maneira, os futuros profissionais da área “vão poder entender melhor as raízes da computação pessoal”, assim como o próprio executivo finalizou a sua afirmação.

Algo que ajuda a história da computação

Caso você não conheça muito dos dois programas, saiba que o MS-DOS foi criado em 1980, quando a IBM encomendou um sistema operacional para os seus computadores. Enquanto isso, o Word for Windows é um dos primeiros programas a oferecer uma interface voltada para a criação e edição de textos, tendo a sua primeira versão lançada também ná década de 1980.

Falando em nome do museu, o chairman Len Shustek afirmou: “Nós pensamos que preservar códigos-fonte históricos como esses dois é a chave para entender como os softwares evoluíram de raízes primitivas para se tornarem uma parte crucial da nossa civilização”. Como parte desse esforço, em 2013, a instituição também tornou público o código do Photoshop de 1989.

E você, o que achou desta iniciativa? Para explicar a sua opinião, basta postar um comentário.

Cupons de desconto TecMundo: