Várias ações serão ativadas via reconhecimento de impressão digital. (Fonte da imagem: Reprodução/PatentBolt)

E confirmando o que já se esperava, a Microsoft finalmente registrou uma patente de identificação por impressão digital. Este novo sistema de verificação biométrica deverá ser aplicado a uma gama de dispositivos: tablets, smartphones, notebooks e até mesmo televisores deverão ser futuramente equipados com um sensor capaz de ler os registros únicos das digitais humanas.

As formas convencionais de identificação usadas atualmente são, de certa forma, rudimentares e, por vezes, ineficientes (um hacker pode, em alguns instantes, descobrir a sua senha de email, por exemplo). Dentre os usos possíveis a partir da esperada implementação desta tecnologia no campo dos eletrônicos cotidianos, destacam-se a ativação de aplicativos em gadgets e o login em redes sociais.

O sensor

O registro feito pela empresa fundada por Bill Gates não se restringe apenas à identificação de pessoas via impressão digital. A intenção é prover aos usuários formas alternativas de configuração dos tais sensores. Isso significa que a temperatura e até mesmo o cheiro do dedo do usuário poderão ser classificados como códigos de ativação a uma ou a outra tarefa.

Não se sabe quando a Microsoft vai começar a produzir os dispositivos equipados com os novos sensores. Mas parece, contudo, que a interação entre corpo e máquina (que existe já há algum tempo, deve-se notar) vai realmente se configurar como um dos grandes marcos da atualidade.

Cupons de desconto TecMundo: