Microsoft não quer saber de Office no Android ou iOS (Fonte da imagem: Reprodução/BRiPhone)

O pacote de aplicativos para escritório mais popular do mundo não deve chegar ao iOS ou Android tão cedo. O Office da Microsoft, que já estava cotado em 2012 para ser lançado nas plataformas das rivais, está sendo segurado pela empresa como exclusividade para tablets com Windows RT e 8. Essa vantagem competitiva, entretanto, pode estar deixando de encher os cofres da empresa de Redmond em cerca de US$ 2,5 bilhões por ano, segundo um analista.

Essa estimativa do analista Adam Holt é referente ao lucro perdido pela Microsoft somente com o iPad da Apple. O número calculado por ele tem como base uma adesão inicial de 30% de todos os tablets da Maçã ao produto da empresa de Bill Gates, uma parcela que poderia ser similar à encontrada entre os usuários do Mac OS X em relação ao Office.

Dessa maneira, se juntássemos o lucro que a empresa poderia arrecadar com o iPad e com os tablets Android, esse montante seria ainda maior. Contudo, o peso estratégico e a vontade de turbinar as vendas do Windows 8 e RT em dispositivos do gênero parecem ser muito maiores que a cifra nos cofres da Microsoft.

Boa estratégia?

De acordo com os números de Holt, essa pode não ser a melhor escolha para a Microsoft, pois ele mesmo estima que, em 2013, a empresa terá no máximo 10% de participação no mercado de tablets, isso contando todas as marcas que devem vender o Windows em seus produtos. Dessa forma, em curto prazo, a companhia estaria perdendo uma grande oportunidade, mas talvez garantindo seu futuro.

Além disso, com o lançamento do Office para Android, por exemplo, as fabricantes parceiras da Microsoft no mercado de tablets, essencialmente as mesmas que vendem produtos com o SO da Google, poderiam abandonar ou dar menos importância para o Windows por conta da perda de exclusividade que o nome “Microsoft Office” traz.

No ano passado, vários rumores apontaram para o lançamento da suíte de apps para os dois sistemas rivais. Uma página oficial da empresa chegou a mencionar o iOS como compatível com o novo Office mobile, o que não demorou a desaparecer juntamente com os rumores sobre o assunto. Dessa forma, acredita-se que a Microsoft mudou de ideia e vai mesmo continuar segurando o filho pródigo dentro de casa.

Cupons de desconto TecMundo: