(Fonte da imagem: Reprodução/SlashGear)

Após começarem a surgir rumores de que a Microsoft pode investir US$ 3 bilhões para estabilizar as finanças da Dell, começam a surgir detalhes do possível acordo que será feito entre as duas empresas. Ao que tudo indica, a iniciativa da companhia comandada por Steve Ballmer tem como principal objetivo fortalecer a presença de dispositivos com o sistema operacional Windows 8 no mercado.

Embora o acordo preveja que a Dell vai se tornar uma empresa totalmente dependente da linha Windows, o acordo não prevê mudanças na direção da organização. Dessa forma, as operações internas da companhia continuariam sendo feitas da mesma maneira que antes e a Microsoft passaria a agir somente como uma parceira silenciosa.

A injeção de recursos também prevê vantagens para a companhia de Steve Ballmer caso a Dell não consiga se recuperar da crise pela qual passa. A situação lembra bastante o acordo feito entre a Microsoft e a Nokia, no qual a organização finlandesa conseguiu permanecer viva e passou a adotar o sistema operacional Windows Phone em seus aparelhos.

Rumores indicam que a possível parceria está gerando preocupações em fabricantes como a Acer, ASUS e Sony, que podem fortalecer investimentos em plataformas concorrentes para não saírem prejudicadas. Resta esperar os próximos meses para ver se a negociação realmente vai realmente fortalecer o Windows 8 ou se o investimento não vai passar de uma aposta errada.

Cupons de desconto TecMundo: