Uma das mensagens enviadas por Frank Shaw (Fonte da imagem: Reprodução/Twitter)

Briguinhas no Twitter fazem parte do dia a dia da rede social. Só que quando os envolvidos são pessoas que não deveriam se abrir tanto neste tipo de plataforma, as coisas ficam mais interessantes. Vejam, por exemplo, a guerra de palavras iniciada pelo chefe de Relações Públicas da Microsoft, Frank X. Shaw, contra Jill Hazelbaker, funcionária da mesma área, só que da Google.

No último sábado, dia 15, Shaw enviou diversas mensagens na rede social, acusando o Google de ter uma postura desleal e que tenta atacar empresas rivais para ter vantagens. O ataque se iniciou graças a uma reportagem do The New York Times em que foi feito um perfil de Mark Penn, recém-contratado da Microsoft.

Na reportagem, Hazelbaker comentou de maneira agressiva a maneira como Penn trabalha. Penn teria ganhado milhões de dólares com um método em que anúncios eram feitos sobre outras empresas, tentando manchar suas imagens e fazer com que outra saia como superior.

Ela comentou isso e como o profissional está levando esse jeito de trabalhar para a Microsoft, enquanto a Google está mais preocupada em como seus serviços afetam a sociedade de maneira positiva do que nos concorrentes. Isso foi o suficiente para que Frank Shaw fosse para o ataque.

Uma briga de um lado só

Shaw resolveu partir para o Twitter para rebater as palavras de Hazelbaker. Durante algum tempo, Shaw enviou mensagens que falavam sobre como a Google trabalha de maneira similar a atacada pela funcionária na reportagem do NYT.

Durante todo o tempo, a conversa foi unilateral, já que, em momento algum, Jill Hazelbaker respondeu às alegações, pois sua conta na rede social é privada. Para ler todas as mensagens enviadas por Shaw, clique aqui (em inglês).

Cupons de desconto TecMundo: