(Fonte da imagem: Divulgação/Microsoft)

A Microsoft patenteou uma tecnologia que utiliza sensores como os do Kinect para restringir o que pode ser exibido para os telespectadores que estão em uma sala assistindo à televisão. Registrada originalmente em abril de 2011, a patente não cita explicitamente o Kinect nem o Xbox 360, mas menciona um “sistema de apresentação de conteúdo” contendo uma câmera RGB e uma câmera de profundidade (ambas presentes no Kinect).

Com a ajuda desse sistema, os distribuidores de conteúdo poderiam utilizar uma base de informações específicas de cada usuário para avaliar como as suas produções serão entregues aos espectadores. Desse modo, o sistema (descrito na patente como um “detector de consumidores”) poderia escanear uma sala para, entre outras funções, identificar quem está assistindo, verificar a idade do espectador e descobrir quantas pessoas estão na sala assistindo ao mesmo programa ao mesmo tempo.

A patente ainda descreve que distribuidores de conteúdo (como uma companhia de distribuição que contém os direitos de um filme ou seriado) poderia determinar um número máximo de pessoas que poderiam assistir às produções em uma única exibição, sendo sugerida a cobrança de uma taxa adicional por espectador extra.

Apesar de parecer que a indústria de entretenimento pode ganhar uma nova arma para aumentar seu faturamento, a patente mostra algo em que a Microsoft trabalhou nos últimos anos e não há nenhum indício de que esse sistema possa fazer parte da próxima geração de consoles da companhia.

Cupons de desconto TecMundo: