A Microsoft deu entrada no registro de uma patente chamada “Fast Machine Booting Through Streaming Storage” (“Inicialização rápida da máquina através do armazenamento via streaming”, em uma tradução livre), a qual prevê a inicialização do Windows em menos tempo.

(Fonte da imagem: Reprodução do Windows 7)

O documento veiculado pelo US Patent & Trademark Office, descoberto pelo site Electronista, explicita que o método seria útil para máquinas interligadas em rede, pois a técnica consiste na criação de um servidor com o sistema operacional que deve ficar sempre disponível.

Dessa forma, os outros computadores da rede podem realizar o streaming do SO transferindo um arquivo bem mais leve do que uma imagem completa do Windows – como acontece no processo convencional de inicialização.

“A tecnologia facilita a inicialização rápida porque o disco virtual está disponível para o uso imediato, em vez de precisar baixar uma imagem do sistema operacional inteiro antes de inicializar. Por exemplo, durante uma operação de boot, apenas uma quantidade relativamente pequena de dados é necessária a partir do disco de boot”, descreve o registro da patente.

A Microsoft não divulgou previsões para a utilização desse mecanismo em seus produtos. Clique aqui para acessar a patente registrada no US Patent & Trademark Office, o órgão que regulamenta a propriedade intelectual nos EUA.

Cupons de desconto TecMundo: